Vida

Veículos | Luzes no painel: como saber se seu carro está com um problema grave

Veículos | Luzes no painel: como saber se seu carro está com um problema grave

O painel de instrumentos é uma central de informações dentro do automóvel, espaço onde temos vários símbolos que se acendem em cores diferentes e sempre com o mesmo objetivo: confirmar que tudo está bem ou dar um alerta sobre algo errado. Exemplo clássico e sempre urgente envolve a luz do óleo que, quando se acende com o motor em funcionamento, exige reação rápida para evitar problemas graves.

Lembre que, mais do que trazer conta-giros e velocímetro, o painel de instrumentos é um conjunto estrategicamente projetado para garantir a segurança geral do veículo e de quem está dentro dele.

Posicionado no campo visual do motorista, é nele que podemos acompanhar também a situação do combustível, a temperatura do motor, as condições do sistema de freios, do sistema elétrico ou do próprio óleo lubrificante, para dar alguns exemplos.

Cores definem grau de importância de cada alerta

O painel de instrumentos traz sinais luminosos distribuídos em três cores que definem o grau de importância de cada situação, detalhe que também está explicado no manual do proprietário do veículo.

Quando as verdes ou azuis se acendem, tudo certo, porque essas são cores meramente informativas, ou seja, confirmam que um determinado componente está ativo.

A luz amarela, assim como nos semáforos de trânsito, exigem atenção, pois é um aviso de que algum componente está começando a falhar. Nesse caso, é recomendado é procurar um reparador para uma revisão.

Já quando as luzes laranjas e vermelhas se acendem, não há muito o que pensar. A melhor atitude é parar o carro rápido em uma oficina, em especial, se for a luz do óleo.

Além da preocupação com a falta de lubrificação, é bom lembrar que a luz do óleo acesa nem sempre quer dizer que se trata apenas de nível baixo do lubrificante.

Em muitas situações pode se tratar de uma falha na bomba de óleo - componente responsável pela circulação do lubrificante dentro do motor - ou uma deficiência no sensor que indica a pressão do óleo, e até problemas provocados por óleo contaminado. Nesse caso, não insista em seguir utilizando o carro, porque corre um sério risco de fundir o motor.

O fato é que tudo isso pode ser evitado, basta aproveitar esse recurso disponível em todo automóvel, independentemente do modelo. Mantendo a atenção aos símbolos e sabendo qual deve ser o nível de preocupação com cada cor, certamente só vai ver as luzes do painel acendendo quando acionar a chave de ignição para colocar o carro em movimento.