Vida

Orangotango cego baleado por caçadores pode recuperar a visão e voltar ao seu habitat natural

Orangotango cego baleado por caçadores pode recuperar a visão e voltar ao seu habitat natural

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Orangutan Foundation

Orangutan Foundation

Aan foi baleada mais de 100 vezes com um rifle de ar em uma plantação em Bornéu em 2012. Ela ficou cega de um olho e com severa deficiência visual no outro. Mas agora a veterinária britânica Claudia Hartley  deve operar o orangotango em uma tentativa de restaurar sua visão.

Hartley disse que Aan, mantida em cativeiro desde o ataque, será capaz de sobreviver sozinha se a cirurgia, prevista para fevereiro, funcionar.

Depois que Aan foi atacada, os veterinários conseguiram remover a maior parte das pelotas, mas 37 tinham se alojado na cabeça dela, cegando-a. Sua audição também foi afetada, tornando o orangotango excessivamente sensível ao barulho.

Orangutan Foundation

Orangutan Foundation

Depois de uma operação de três horas, Aan, que possui entre 10 e 12 anos, foi levada para viver o resto de sua vida em uma reserva em Bornéu, administrada pela Orangutan Foundation.

“Isso é muito miserável para um animal tão inteligente quanto um orangotango. É semelhante a um ser humano viver em uma cela de prisão e essa é a sua vida 24 horas por dia. É o melhor que a caridade pode oferecer a ela porque assegura a sua segurança e a mantém alimentada”, disse Hartley, uma oftalmologista veterinária de Cambridge.

Depois de examinar o orangotango em setembro, Hartley disse que havia uma “boa chance” de restaurar uma parcela suficiente da visão do seu olho direito para permitir que ela voltasse para a natureza, segundo a BBC.

Orangutan Foundation

Orangutan Foundation

“Mesmo que seja apenas um olho, ela será capaz de ser libertada porque os primatas ainda podem forragear com um olho”, disse.

O procedimento é semelhante a uma operação de catarata em um ser humano e seu êxito ou não será conhecido “praticamente de imediato”, disse Hartley.

“Estou bastante certa de que posso devolver a visão ao globo ocular, mas se isso vai chegar até o cérebro é o cerne da questão”, explicou.

Ashley Leiman, diretora da fundação, disse que ser capaz de liberar Aan seria “absolutamente incrível”: “Como é um orangotango cego, ela iria passar o resto de sua vida em uma gaiola”, afirmou.