Vida

Mercado automotivo | Inflacionados: preço dos 10 carros mais vendidos no país triplica em uma década

Mercado automotivo | Inflacionados: preço dos 10 carros mais vendidos no país triplica em uma década

O Brasil mudou bastante na última década. A diferença pode ser percebida de diversas formas, inclusive na comparação da lista de carros mais vendidos em 2011 e em 2021. Para se ter uma ideia, nesse período, o salário mínimo passou de R$ 545 para R$ 1.100 e a inflação acumulada ficou em 76,73%, mas o preço médio dos dez carros mais vendidos praticamente triplicou.

As características dos modelos mais vendidos também mudaram bastante: apenas o Volkswagen Gol aparece nas duas listas. Enquanto em 2011 os brasileiros optavam mais por hatches e sedãs de entrada, agora, quatro dos dez mais vendidos são SUVs.

Segundo a apuração da KBB Brasil, empresa especializada em pesquisa de preços de veículos novos e usados, em 2011, nenhum modelo da lista ultrapassava o limite de R$ 40 mil de preço médio das versões. O Chevrolet Celta possuía o menor valor médio (R$ 24.735) e o Volkswagen Voyage, o maior (R$ 39.475). Em média, o preço dos dez carros mais vendidos da época girava em torno de R$ 33.327.

Atualmente, o cenário é bem diferente. O preço médio mais barato do Top 10 é do Renault Kwid, com R$ 49.335. Já o mais caro é o Jeep Compass, por R$ 187.190. Com isso, o preço médio dos dez mais vendidos de 2021 é praticamente três vezes maior do que há uma década, em R$ 96.528.

Confira abaixo a lista dos dez carros mais vendidos em 2011 e em 2021 e seus respectivos valores.