Vida

Mercado automotivo | Depois do Brasil, Ford fechará fábricas na Índia com prejuízo bilionário

Mercado automotivo | Depois do Brasil, Ford fechará fábricas na Índia com prejuízo bilionário

A Ford vai parar de fabricar carros na Índia depois de contabilizar um prejuízo de cerca de US$ 2 bilhões (R$ 10,5 bilhões). A montadora é a mais recente fabricante a deixar o mercado local, já dominado por rivais asiáticas.

A decisão da Ford chega depois de ter lutado durante anos para conquistar os consumidores indianos e obter lucro. A montadora entrou na Índia há 25 anos, mas tem menos de 2% do mercado de veículos de passageiros.

O Ecosport, que deixou de ser produzido no Brasil em janeiro, após a Ford anunciar o fechamento das respectivas fábricas em nosso País, ainda é feito na Índia, de onde é exportado para a Argentina. Criado no Brasil, o SUV compacto também é fabricado na Romênia, na Rússia, na China e no Vietnã.

A Ford Índia também ainda produz os compactos Ka e Ka Sedan, igualmente descontinuados no mercado brasileiro.

Em comunicado, a Ford disse que acumulou perdas operacionais de mais de US$ 2 bilhões em dez anos na Índia e que a demanda por seus veículos foi fraca.

"Apesar de (nossos) esforços, não fomos capazes de encontrar um caminho sustentável para a lucratividade de longo prazo", disse o chefe da Ford Índia, Anurag Mehrotra, em comunicado.

"A decisão foi reforçada por anos de perdas acumuladas, excedente de capacidade industrial e falta de crescimento esperado no mercado de automóveis da Índia", disse ele.

A Ford segue outras montadoras americanas, como a General Motors e a Harley-Davidson, que já deixaram a Índia - um mercado que prometia um crescimento exponencial. Entretanto, o país é dominado principalmente por carros de baixo custo fabricados pela Suzuki e a Hyundai.

Como parte do plano, a Ford Índia encerrará as operações em sua fábrica em Sanand no quarto trimestre de 2021 e sua fabricação de veículos e motores na fábrica no sul da Índia, em Chennai, em 2022.

A montadora dos Estados Unidos continuará a vender alguns de seus carros na Índia por meio de importação e também fornecerá suporte aos revendedores para atender aos clientes existentes, disse. Espera-se que cerca de 4 mil funcionários sejam afetados pela decisão.

A decisão de parar a produção na Índia vem depois que a Ford e a montadora nacional Mahindra não conseguiram finalizar uma parceria de joint-venture que teria permitido à Ford continuar produzindo carros a um custo menor do que atualmente.

A empresa disse que a decisão de encerrar a produção foi tomada após considerar várias outras opções, incluindo parcerias, compartilhamento de plataforma, contrato de fabricação e a possibilidade de venda de suas fábricas, que ainda está em análise.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.