Vida

Carlyle aumenta a aposta no Madero, mesmo após dívida explodir

Carlyle aumenta a aposta no Madero, mesmo após dívida explodir

Depois de registrar prejuízo, uma dívida quase bilionária que cresceu 80% em um ano e adiar seu IPO, o Madero, do empresário bolsonarista Luiz Renato Durski, foi salvo pelo sócio americano. O fundo Madri, da gestora Carlyle, vai aportar mais 300 milhões de reais na empresa. O fundo já detinha mais de 20% da companhia, quando aportou 700 milhões na rede de restaurantes Madero e Jeronimo, em 2019. Segundo comunicado enviado ao mercado, Durski seguirá como principal acionista.

  • Leia mais
  • Joias ao mar: iates se transformam em grandiosas mansões sobre as águas
  • Estatuto impede investimento árabe no Flamengo, como brincou Guedes
  • Petrobras encontra petróleo em poço na Bacia de Santos