Tecnologia

Odontologia digital: tecnologia torna tratamentos mais ágeis

Odontologia digital traz agilidade para dentistas e pacientes Foto reproducao Implo 1 - Odontologia digital: tecnologia torna tratamentos mais ágeis

“O que a gente levava tanto tempo para fazer, hoje a gente consegue reduzir esse tempo de tratamento”, explica profissional

O uso da tecnologia como auxílio para a realização de tratamentos odontológicos tem melhorado os serviços nos consultórios tornando-os mais ágeis e fáceis de explicar o procedimento para o paciente. Com isso, até os tratamentos mais tradicionais, como o implante dentário, são beneficiados com o advento da odontologia digital.

Uma pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) confirmou que fraturas dentárias de grau mais elevado, como a perda dos dentes, influenciam diretamente na qualidade de vida das pessoas afetadas e suas famílias. Além da questão estética, que pode dificultar as relações profissionais e pessoais do indivíduo, problemas dentários são responsáveis por gerar disfunção bucal.

Com uma história de baixa autoestima por causa da falta de dentes, a baiana Maria de Fátima Castanho, de 62 anos, que atualmente vive na Itália, comemora por ter de volta o sorriso que ela escondeu por tanto tempo. Nascida em uma família grande – sua mãe teve 21 filhos – e com uma condição financeira limitada, ela não teve acompanhamento dentário até os 16 anos de idade. Sem conhecimento e condições suficientes para cuidar da boca, perdeu a função oral em virtude da ausência de dentes. “Não podia abrir a boca, pois todos os dentes eram estragados”, relembra.

Em 2006, Maria passou por diversos tratamentos dentários, incluindo implante ósseo e prótese fixa. Graças à tecnologia de ponta e exímio cuidado da equipe que lhe atendeu, ela comemora o resultado estético e de saúde com a volta da função da cavidade oral. “O resultado me deu grande satisfação e autoestima. Hoje consigo ver como é belo meu sorriso”, celebra a paciente.

O odontologista Maurício Barreto foi um dos responsáveis por acompanhar o tratamento de Maria de Fátima. Ele explica que, com a perda dos dentes, as funções da cavidade oral ficam prejudicadas. O ato de mastigar, que é importante para a alimentação, a fala, a apresentação e autoestima ficam comprometidos. Daí a importância de recorrer ao implante dentário.

Segundo o profissional, o implante não é uma técnica nova, mas tem melhorado com o passar dos anos e auxílio da tecnologia. “O que a gente levava tanto tempo para fazer, hoje a gente consegue reduzir esse tempo de tratamento. A tecnologia digital, os equipamentos de informática, de softwares, permitiram mais celeridade a esses processos. Então, o que tem de mais novo nesse cenário são as ferramentas digitais, e a odontologia digital torna esse serviço mais rápido e até mais fácil de explicar para o paciente”, ressalta.

O especialista sinaliza, também, para possíveis cuidados que os pacientes precisam ter no momento de escolher uma clínica odontológica para se submeter a tratamentos dentários. Na visão experiente do profissional, ele destaca a importância de se informar sobre a formação do corpo técnico da clínica. “Acho que não só em uma clínica odontológica, mas em qualquer serviço de saúde, o primeiro passo é se informar sobre a formação dos profissionais. O segundo é analisar a estrutura de atendimento, instalações, recursos… não é que isso seja o mais importante, mas faz diferença. Pode haver bons profissionais atuando em uma pequena estrutura, mas com a tecnologia que a gente tem hoje, muitos procedimentos só são possíveis quando se está com a estrutura adequada”, reitera o especialista, alertando que, por se tratar de saúde, é preciso ter um cuidado maior com a escolha do profissional que vai realizar o tratamento dentário.