Política

Reprovação de Bolsonaro aumenta entre os evangélicos e nova pesquisa é destruidora para o presidente

A quarta rodada da pesquisa Genial/Quaest é uma marretada em Jair Bolsonaro. A reprovação do presidente aumentou em quase todas as regiões brasileiras. Quando não cresceu, se manteve.

No Sul, reduto dele nas últimas eleições, a reprovação subiu 10 pontos. No Norte, subiu 18 pontos e no Centro-oeste, 13 pontos. By the way, esse também era um reduto bolsonarista.

No Nordeste, ficou estável em 61% a reprovação. Mas, no Sudeste, a reprovação subiu 4 pontos, indo para 51%.

As notícias ruins para Bolsonaro na pesquisa não param por aí. Entre os brasileiros com mais de 60 anos, outro grupo no qual ele teve bom desempenho nas eleições de 2018, a reprovação subiu 10 pontos.

Entre os evangélicos, talvez sua base de apoio mais fiel, o presidente conseguiu ver o número de pessoas que o reprovam subir de 35% para 42% – ou seja, um aumento de 7 pontos.