Política

Renan e senadores do PT articulam para que Rodrigo Pacheco seja vice de Lula em 2022

Renan e senadores do PT articulam para que Rodrigo Pacheco seja vice de Lula em 2022

Um dos principais aliados de Lula no MDB, Renan Calheiros entrou em uma articulação direta junto ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, para que ele seja vice de Lula na eleição de 2022. Os dois tiveram uma conversa sobre o tema, neste mês. Senadores do PT que mantêm boa relação com Pacheco também o sondaram sobre a disposição de assumir o posto.

Renan tem defendido que o vetor que definirá a posição de vice de Lula é o da pacificação e que Pacheco encarna essa característica. Além disso, o presidente do Senado é de Minas Gerais, um Estado decisivo na vitória da eleição presidencial.

Pacheco bateu o martelo sobre sua saída do DEM para se filiar ao PDS de Gilberto Kassab. O evento de filiação acontece na próxima semana, em Brasília. Kassab defende publicamente a candidatura do senador à Presidência da República como uma alternativa a Lula e Bolsonaro. No universo político, porém, ninguém descarta a possibilidade de Kassab rifar a candidatura de Pacheco ao Planalto e apoiar que ele seja o vice de Lula.

O presidente do Senado desconversou e não deu uma resposta direta aos interlocutores sobre as chances de ser o vice do petista. Disse que fica lisonjeado com deferência ao seu nome para o cargo, mas que esse não seria o momento de discutir eleições e repetiu o discurso que vem fazendo. Afirmou que é hora de priorizar a retomada da economia e resolver os problemas que o Brasil enfrenta, como desemprego, fome e inflação.