Política

Parecer do Ministério da Saúde contraindica uso de cloroquina, ivermectina e azitromicina para pacientes com Covid-19

Parecer do Ministério da Saúde contraindica uso de cloroquina, ivermectina e azitromicina para pacientes com Covid-19

Um documento elaborado pelo Ministério da Saúde não recomenda o uso de medicamentos como hidroxicloroquina, cloroquina, azitromicina e ivermectina, comumente divulgados pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), para o tratamento de pacientes com Covid-19. A informação é das jornalistas Julia Chaib e Natália Cancian, do jornal Folha de S. Paulo, que tiveram acesso ao documento.

Segundo as jornalistas, o parecer foi feito por um grupo técnico formado na gestão do atual ministro da Saúde, o paraibano Marcelo Queiroga, e coordenado pelo professor Carlos Carvalho, da Universidade de São Paulo (USP). A expectativa é de que o documento seja colocado em consulta pública na próxima semana, por um período de 10 dias.

Ainda segundo a reportagem, o documento trata apenas de contraindicações para o uso hospitalar, sem se debruçar pelo uso precoce individual, como é defendido pelo presidente Bolsonaro.

A Folha de S. Paulo reporta que no documento, está escrito que “não há evidência de benefício” da cloroquina “seja no seu uso de forma isolada seja em associação com outros medicamentos”. Pacientes que já usavam cloroquina ou hidroxicloroquina devido a outras condições de saúde (como doenças reumatológicas e malária) devem manter o tratamento.