Política

Família | Bolsonaro, Michelle e Flávio recebem prêmio do próprio governo

Família | Bolsonaro, Michelle e Flávio recebem prêmio do próprio governo

O presidente (sem partido), a primeira-dama Michelle Bolsonaro e o senador (Republicanos-RJ), filho do presidente, receberam hoje o prêmio Marechal Rondon de Comunicações. Além dos três, também foram agraciados 12 ministros de Estado, além de parlamentares e funcionários do governo e de estatais.

O prêmio Marechal Rondon foi criado em abril deste ano com o objetivo de homenagear personalidades que contribuem para o avanço das telecomunicações no Brasil. Durante a entrega, que aconteceu na tarde de hoje em solenidade no Palácio do Planalto, não houve nenhuma explicação sobre o motivo para a escolha dos premiados.

Em seu discurso, Bolsonaro disse: "Esse prêmio é um reconhecimento a todos vocês pela colaboração com o governo e com o Brasil".

No total, 44 pessoas receberam o prêmio. Além dos três Bolsonaro, 12 ministros, seis parlamentares, o ministro Dias Toffoli, do (Supremo Tribunal Federal), o presidente do Banco do Brasil, Fausto Ribeiro de Andrade, o presidente dos Correios, Floriano Peixoto, e cinco ministros do TCU (Tribunal de Contas da União) foram homenageados.

O presidente Jair Bolsonaro recebe o prêmio Marechal Rondon das mãos do ministro Fábio Faria - Antônio Molina/Fotoarena/Estadão Conteúdo - Antônio Molina/Fotoarena/Estadão Conteúdo
O presidente Jair Bolsonaro recebe o prêmio Marechal Rondon das mãos do ministro Fábio Faria
Imagem: Antônio Molina/Fotoarena/Estadão Conteúdo

No palco, quase metade das autoridades não usava máscara. Bolsonaro, os ministros Fábio Faria, Luiz Eduardo Ramos e Ciro Nogueira, além do ex-presidente e senador Fernando Collor (Pros-AL) não usavam o item de proteção.

Bolsonaro tem enfrentado desafios no governo, principalmente na relação entre os Poderes. Depois de fazer diversos ataques ao STF, a relação com o judiciário ficou tensionada. Na última semana, ele divulgou uma carta à nação para tentar demonstrar um recuo e amenizar essa tensão.

Além disso, a negociação do Executivo com o Congresso Nacional também já foi alvo de preocupação, que levou à troca no comando da Casa Civil no final de julho, quando Ciro Nogueira, até então senador, foi nomeado.

"O que seria do executivo sem o Senado, sem a Câmara? e também, por que não dizer, em muitos momentos, sem o nosso STF? Nós somos um só corpo", falou Bolsonaro em seu discurso.

Veja a lista dos premiados, por ordem de entrega: