Política

Diego Tavares descarta candidatura em 2022 e rebate críticas de Wallber Virgolino: "Perde um pouco do que acusa quando faz questão política"

Diego Tavares descarta candidatura em 2022 e rebate críticas de Wallber Virgolino:

Em entrevista ao Arapuan Verdade, da Rádio Arapuan, nesta terça-feira (21), o secretário municipal de Gestão Governamental de João Pessoa, Diego Tavares, descartou qualquer possibilidade de se candidatar a um cargo eletivo nas eleições de 2022 e rebateu críticas feitas pelo deputado estadual Wallber Virgolino (Patriota) à gestão municipal.

Perguntado acerca de um vídeo divulgado por Wallber acusando a prefeitura de João Pessoa de maltratar animais que são recolhidos para o Centro de Apreensões de Animais, Diego condenou aqueles que fazem das críticas à prefeitura, palanque político.

“Acho que o deputado Wallber perde um pouco daquilo que acusa, quando ele tenta fazer disso uma questão política. Nós temos o respeito pelos animais, é um compromisso da campanha, e estamos em fase de construção da nossa clínica pet, o início do nosso hospital veterinário”, disse, destacando uma série de ações em prol da defesa animal.

Eleições 2022

Perguntado sobre qual rumo tomará nas eleições em 2022, Diego afirmou que não será candidato a deputado estadual, como vem sendo especulado, uma vez que está atuando como secretário municipal. Diego também é primeiro suplente de senador.

“Não é minha pretensão. Estou muito feliz hoje, sou suplente da senadora Daniella [Ribeiro], tive a oportunidade de assumir o Senado Federal ano passado, um momento único na minha vida, por ser o primeiro cargo no legislativo […]. Estou também na condição de secretário do município, na confiança que o prefeito me deu. Estou muito feliz”, falou.

Trabalho como secretário

Diego Tavares falou sobre alguns dos projetos da gestão, como por exemplo do Plano de Redução de Riscos e Desastres, que permitirá à gestão municipal identificar possíveis invasões e casas que são atingidas por alagamentos durante fortes chuvas, fazendo com que “a prefeitura possa se antecipar e tomar as providências. Não chegar depois que está inundado, depois que as famílias estejam ilhadas e não consigam sair”.

Outro projeto é o Complexo de Doenças Raras, que segundo Tavares, colocará João Pessoa como referência no tratamento a doenças raras e pessoas com deficiência. Diego também citou ações na educação, como a aquisição de 40 mil tablets para alunos e professores da rede municipal, além da instalação de rede de internet nas escolas municipais.