Política

Após contestação do MPF | Justiça anula nomeação de dentista amiga de Frias na Secretaria de Cultura

Após contestação do MPF | Justiça anula nomeação de dentista amiga de Frias na Secretaria de Cultura

Uma decisão da 21ª Vara Federal do Rio de Janeiro anulou a nomeação da dentista Edianne Paulo de Abreu para o comando do CTAv (Centro Técnico do Audiovisual), órgão ligado à Secretaria Especial de Cultura. Candidata a deputada federal pelo PSL em 2018, ela é amiga do ator Mario Frias, nomeado pelo presidente (Sem partido) como secretário em junho.

A nomeação de Edianne para o cargo foi contestada pelo MPF (Ministério Público Federal) após denúncia do guarda municipal Rodrigo Figueredo, membro da Renosp LGBTI+ e do movimento Policiais Antifascismo.

"O risco de dano irreparável ou de difícil reparação, por sua vez, decorre do prejuízo de descontinuidade das atividades administrativas do setor cultural, tendo em vista a ocupação de relevante cargo de confiança por pessoa, ao menos numa primeira análise, sem formação acadêmica e profissional apta ao seu regular desempenho" , destaca o juiz Mario Victor Braga Pereira Francisco de Souza, responsável pela decisão em tutela de urgência.

Edianne foi nomeada para o cargo em 15 de setembro. Dias depois, a Associação Brasileira de Preservação Audiovisual divulgou uma carta aberta criticando a escolha da dentista para o cargo, por sua falta de formação técnica e experiência na área de cultura.

Nas redes sociais, Edianne publica com frequência fotos com membros da família Bolsonaro e com outros integrantes do governo federal, mesmo antes de sua nomeação.