Política

Anderson Monteiro se diz honrado por convite para o MDB mas condiciona mudança de partido à permanência na oposição: "Tem que me dar essa liberdade"

Anderson Monteiro se diz honrado por convite para o MDB mas condiciona mudança de partido à permanência na oposição:

O deputado estadual Anderson Monteiro (PSC) agradeceu o convite feito pelo senador Veneziano Vital do Rêgo, presidente estadual do MDB na Paraíba, para que tanto ele como o seu pai, o ex-prefeito de Esperança, Arnaldo Monteiro, ingressem no MDB.

Em contato com o Polêmica Paraíba, Anderson ressaltou a amizade que tem com Vené mesmo antes de ingressar na política, mas condicionou qualquer mudança partidária à permanência na oposição ao governador João Azevêdo (Cidadania) na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).

“Já estivemos em palanques juntos, já estivemos em palanques separados, mas sempre com muito respeito que essa amizade sempre manteve. Eu fico muito honrado com o interesse do senador Veneziano em que eu possa fazer parte do MDB”, avaliou.

Segundo Anderson, qualquer decisão sobre mudança de partido será feita somente após a abertura da janela partidária, a partir de abril de 2022. Ele também lembrou que aguarda a definição de qual sistema eleitoral irá vigorar no pleito do próximo ano, com relação à volta ou não das coligações. Uma definição sobre o tema deverá ocorrer em outubro.

“É uma coisa que a gente vai discutir, debater de forma muito franca, aberta e direta com o amigo Leonardo Gadelha [presidente estadual do PSC]. Com essas novas regras a gente tem que estar em partidos que tenham muitos postulantes ao cargo de deputado estadual”, afirmou.

Contudo, Anderson condicionou sua saída para qualquer partido à permanência no grupo de oposição na ALPB. Perguntado se uma provável ida ao MDB significaria uma mudança para a base do governador, Anderson respondeu que não.

“Absolutamente não. Sou oposição, e o partido que eu estiver tem que me dar essa liberdade de continuar na oposição. Esse é um dos pré-requisitos para que eu ingresse em qualquer que seja o partido. Fui eleito pela oposição, sou oposição e continuo oposição ao governo”, finalizou.