País

PT afasta e abre processo contra vereador que abriu caixão lacrado de idoso

PT afasta e abre processo contra vereador que abriu caixão lacrado de idoso

O vereador William Faria (PT-MG), do município mineiro de Santa Barbara do Leste, foi afastado hoje pela Executiva do diretório estadual do partido após usar um facão para abrir um caixão lacrado com o corpo de um homem de 92 anos, morto com sintomas da covid-19.

Em nota divulgada à imprensa, o PT de Minas diz que o partido “decidiu afastar imediatamente o vereador William Faria, em razão do lamentável fato ocorrido no último domingo (25), quando o parlamentar violou o caixão lacrado durante o funeral de um homem que faleceu com suspeita de covid-19”.

No vídeo que passou a circular nas redes sociais, William Faria alega que o idoso faleceu em decorrência de “insuficiência respiratória aguda crônica”, e não do vírus causador da covid-19.

Ainda na nota, o PT lamenta o ocorrido, e afirma que a atitude do vereador “representa uma ação violenta e desnecessária, além de ser uma grave ameaça à segurança sanitária”.

O idoso que teve o caixão violado é José Vieira do Carmo. De acordo com o Hospital Irmã Denise (Casu), localizado em Caratinga (MG), o homem deu entrada na unidade de saúde na noite do último sábado, e morreu poucas horas depois com síndrome respiratória aguda grave (SRAG) e apresentava sintomas condizentes com os do coronavírus. A família afirma que ele fez teste rápido para a doença e o resultado deu negativo. Um outro teste foi realizado, mas o resultado ainda não foi divulgado.

Vereador será investigado pela polícia e por CPIAlém de ser alvo de processo movido pela Executiva do PT, que pode culminar em sua expulsão do partido, o vereador também será investigado pela Polícia Civil por crime de infração de medida sanitária preventiva.

Ainda, o parlamentar também pode virar alvo de CPI, segundo afirmou o presidente da Câmara Municipal de Santa Bárbara do Leste, Altair Nunes Ferreira( MDB-MG) que criticou a conduta do vereador, e disse que o petista será investigada por uma Comissão Parlamentar de Inquérito e, “tão logo o processo seja concluído, daremos maiores esclarecimentos sobre as medidas adotadas em razão deste lamentável evento”.

No Twitter, a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) disse que o ato de seu colega de partido foi “criminoso” e chamou o parlamentar de “sem vergonha”.

“Quem é o vereador criminoso que abriu o caixão? É do PT esse sem vergonha? Aqui não tem espaço pra isso. Estou requerendo processo de expulsão. E mais. A polícia que dê flagrante no sujeito. Não está vendo o crime? Imagem macabra. É horrível e antiético”, afirmou a deputada.Vereador rebate criação de CPI

Vereador diz que faria tudo de novoPor meio de seu perfil no Facebook William Faria se manifestou e criticou a fala do presidente da Câmara Municipal que aventou a possibilidade de uma CPI para investigar o caso, e reiterou que faria tudo de novo.

“Senhor presidente é lamentável a atitude do senhor, o senhor se posicionar do lado de um sistema que humilha as pessoas”, disse Faria, ressaltando que “foi eleito pelo voto do povo para exercer essa função”, e afirmou que foi chamado pelos familiares do idoso “para fazer a fiscalização e fazer as leis serem cumpridas”.