País

Olavo de Carvalho é banido da PagSeguro: "Todas as assinaturas vinculadas foram canceladas"

Olavo de Carvalho é banido da PagSeguro:

Olavo de Carvalho foi banido da PagSeguro, plataforma de pagamentos online.

Nesta segunda-feira, o site de cursos do polemista traz a seguinte mensagem:

“Todas as assinaturas vinculadas ao PagSeguro foram canceladas e não haverá mais renovação automática para quem utilizava este meio de pagamento”.

Em agosto, após meses de pressão, o PayPal havia desativado a conta de Olavo, admitindo que a página desrespeitava a política da empresa contra o discurso de ódio.

Contudo, até então a brasileira PagSeguro continuava permitindo a Olavo usar o serviço para receber pagamentos online por seus cursos.

O Sleeping Giants, movimento que cobra empresas que anunciam ou lucram com produtores de fake news e discursos de ódio, já reuniu 570 mil assinaturas na campanha #BloqueiaPagSeguro.

Cada assinatura gerava um e-mail automático para o acionista da PagSeguro.

“A PagSeguro precisa parar de apoiar Olavo de Carvalho e seu discurso de ódio. Pressione o CPP Investments, acionista da PagSeguro, a retirar seu R$1,5 bilhão da empresa se a conta do Olavo não for bloqueada imediatamente”, afirmou a campanha do Sleeping Giants.

O polemista bolsonarista viola itens da política da PagSeguro, que veda “usar linguagem ou imagem ou transmitir ou propagar mensagem ou material que denotem ou promovam o preconceito de raça, cor, etnia, religião ou origem, ou que incitem à violência ou ao ódio” e “agir contrariamente à moral e aos bons costumes”.

Procurada, a PagSeguro não respondeu. O espaço está aberto para manifestações.