Mundo

Último líder soviético, Gorbachev comemora aniversário de 90 anos

Último líder soviético, Gorbachev comemora aniversário de 90 anos

Mikhail Gorbachev, o último líder soviético, dará uma festa pelo aplicativo de videoconferências Zoom durante a quarentena para comemorar seu 90º aniversário nesta terça-feira (2), e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, o louvou como um "estadista excepcional" que influenciou o rumo da história.

Gorbachev, que defendeu o controle de armas e reformas de viés democrático como líder soviético nos anos 1980, tem grande respaldo internacional devido à percepção de que ajudou a acabar com a Guerra Fria.

Na Rússia, seus críticos o culpam pelo que consideram o desmantelamento desnecessário e sofrido da União Soviética em 1991.

Festa à distância

Gorbachev está em quarentena em um hospital há meses por precaução devido à pandemia de coronavírus, e será o anfitrião de uma festa virtual com amigos próximos e funcionários de sua fundação, disse seu porta-voz, Vladimir Polyakov.

"Ergueremos nossas taças", disse. "Iremos nos reunir aqui, ele estará lá e nos veremos e faremos brindes".

Polyakov disse que mensagens de parabéns de líderes de todo o mundo chegaram, entre elas do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, do presidente norte-americano, Joe Biden, e da chanceler alemã, Angela Merkel.

Putin, que lamenta o colapso soviético, enviou a Gorbachev um telegrama de congratulações que foi publicado no site do Kremlin.

O legado de Gorbachev foi parcialmente desfeito nos últimos anos, já que os laços de Moscou e Washington estão tensionados como no pós-Guerra Fria, um processo que apressou o fim de um tratado que impede as duas nações de mobilizar mísseis balísticos terrestres de certo alcance.

Copyright © Thomson Reuters.

  • russia
  • mikhail gorbachev
  • urss
  • união soviética
  • guerra fria
  • líder soviético
  • 90 anos

Compartilhe: