Mundo

Igreja Evangélica elege primeiro bispo transgênero

Igreja Evangélica elege primeiro bispo transgênero

Megan Rohrer foi ordenado bispo da Igreja Evangélica Luterana na América (ELCA, na sigla em inglês). O bispo é a primeira pessoa transgênero na história a servir à denominação protestante.

Há alguns anos a Igreja Evangélica vem cedendo ao liberalismo teológico para atender a demandas progressistas.

Nos próximos seis anos, o reverendo de 41 anos, que se identifica como homem e mulher e usa os pronomes “ele” e “ela” , irá chefiar o Sínodo da ELCA, com sede na Califórnia.

Megan irá supervisionar quase 200 congregações nas regiões norte dos estados da Califórnia e Nevada. Ele foi eleito com 209 votos, dois a mais que o seu concorrente. A votação foi realizada de modo online em maio.

De acordo com informações do portal The Christian Post, a cerimônia de posse de Megan Rohrer ocorreu na Igreja Luterana de São Mateus em Walnut Creek, Califórnia, no último dia 11 de setembro.

Em nota, Megan, que vive com outra mulher e tem dois filhos, afirmou que assumir o sacerdócio não seria possível sem “uma comunidade diversificada de luteranos no norte da Califórnia e em Nevada, em espírito de oração e consideração, votando para fazer algo histórico”.

“Minha posse celebrará tudo o que é possível quando confiamos em Deus para nos conduzir para a frente”, disse ele, segundo informações da agência de notícias Associated Press.

Durante o tempo em que tiver que cumprir a sua função, o primeiro bispo trans diz que sua missão é “amar os outros e amar o que os outros amam”.