Mundo

EUA recomendarão que vacinados usem máscara em locais fechados

EUA recomendarão que vacinados usem máscara em locais fechados

A principal autoridade de saúde dos Estados Unidos planeja publicar, nesta terça-feira (27), novas diretrizes sobre a covid-19, entre elas a necessidade de que os vacinados usem máscara nos espaços fechados em algumas circunstâncias, segundo a imprensa local.

A mudança dos Centros para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC) ocorre em um momento em que a variante Delta provoca um forte aumento dos casos, principalmente nas regiões que registram taxas mais baixas de vacinação.

As autoridades máximas dos CDC se reuniram no domingo para discutir este assunto, segundo a rede CNN.

Rochelle Walensky, diretora do organismo, anunciará as novas diretrizes após uma reunião informativa prevista para 15h00 horas (16h00 no horário de Brasília), segundo informações adiantadas pelo jornal The Washington Post.

Avanço da Delta

Os CDC defenderam na semana passada a recomendação, anunciada em maio, de que as pessoas vacinadas não precisam de máscaras em espaços fechados na maioria das circunstâncias, exceto no transporte público e em hospitais.

No entanto, a variante Delta, que representa quase 90% das novas infecções nos Estados Unidos, fez os CDC mudarem seu parecer.

Embora as vacinas apresentem altas taxas de eficácia para evitar a hospitalização e a morte, os contágios com esta variante dispararam nos últimos dias.

Os especialistas sugeriram vincular o uso da máscara aos dados locais, como a taxa de vacinação e de hospitalizações por covid-19, consideradas um instrumento de medida mais confiável da propagação da doença do que a taxa de contágios.

Segundo um artigo publicado recentemente na revista Virological, a carga viral dos pacientes com a Delta era 1.000 vezes maior que a dos contagiados durante a primeira onda do vírus em 2020.

A variante Delta não só se multiplica com mais velocidade no interior do hóspede em comparação com as cepas anteriores, mas também faz com que as pessoas infectadas expulsem muito mais quantidade de carga viral no ar, o que aumenta enormemente a probabilidade de contágio.

No mês passado, Israel voltou a impor a obrigação do uso de máscara, apenas 10 dias depois de ter levantado essa restrição. Algumas autoridades locais dos EUA, como o condado de Los Angeles, já tomaram medidas semelhantes.