Mundo

Espanha exige teste negativo para quem chega de países em risco

Espanha exige teste negativo para quem chega de países em risco

A Espanha passa a exigir, a partir desta segunda-feira (23), a apresentação de resultado negativo de teste PCR para detecção do novo coronavírus de todos os passageiros que entrarem no país por via aérea ou marítima, procedentes de países em risco.

A medida afeta todos que chegarem de origem com incidência acumulada nos últimos 14 dias superior a 150 casos de infecção por cada 100 mil habitantes. E o exame precisará ter sido realizado, no máximo, 72 horas do desembarque em território espanhol.

Atualmente, 65 países são considerados como sendo de risco para a Espanha, 28 na União Europeia e 37 fora do bloco comunitário. A cada 15 dias, a lista será atualizada de acordo com os dados divulgados por cada governo.

As medidas que entram hoje em vigor se juntam aos controles atualmente realizados em todos os passageiros internacionais nos pontos de entrada do país. O Ministério da Saúde local exige a medição de temperatura, avaliação visual e de documentos.

A partir desta segunda-feira, os passageiros que desembarcarem precisarão se dirigir a pontos identificados como de responsabilidade das autoridades locais de saúde, em que integrantes do departamento de Saúde Exterior, vinculado ao Ministério da Saúde, serão responsáveis por verificar o resultado do PCR apresentado.

Se os viajantes não estiverem com o comprovante exigido, poderão ser penalizados. Além disso, terão que se submeter ao teste e obterão o resultado em aproximadamente uma hora.

Se o passageiro der negativo para o teste, ele pode continuar sua viagem normalmente, um as caso der positivo, os protocolos de alerta sanitário estabelecidos serão ativados e haverá encaminhamento para um centro de saúde local.

Agências de viagem, operadores turísticos e empresas de transporte aéreo ou marítimo, assim como qualquer outra empresa ou órgão que venda passagens para a Espanha, devem informar os passageiros da necessidade de serem testados e apresentarem resultado negativo.

Até a última sexta-feira, o país registrou 1.556.730 casos de infecção pelo novo coronavírus, além de 42.619 mortes por covid-19.

De acordo com o balanço mais recente do Ministério da Saúde, apresentado três dias atrás, foram contabilizados mais 15.156 positivos para o patógeno, e mais 238 vítimas da doença.

Segundo os últimos dados apresentados na Espanha, a incidência acumulada de contágio nos últimos 14 dias é de 419 casos para cada 100 mil habitantes.

.