Mundo

Dados da ONU | Mundo tem 600 milhões de casos de doenças por alimentos contaminados

Dados da ONU | Mundo tem 600 milhões de casos de doenças por alimentos contaminados

As Nações Unidas celebram neste 7 de junho o Dia Mundial da Segurança dos Alimentos pedindo mais ações. Este ano, o tema é "segurança dos alimentos é uma tarefa de todos".

A contaminação é causada por bactérias, vírus, parasitas e substâncias químicas que entram na corrente sanguínea por água ou alimentos infectados ou tóxicos.

Processamento

O acesso ao alimento seguro é fundamental para a saúde. Ainda que não seja detectado a olho nu, a contaminação leva à morte de pelo menos 600 milhões de pessoas por ano. A falta de segurança dos alimentos ameaça não somente a saúde humana, mas economias inteiras afetando mais as pessoas marginalizadas e vulneráveis incluindo mulheres e crianças.

A contaminação ocorre desde a plantação até à chegada dos alimentos à mesa incluindo o processamento de alimentos, estoques, distribuição e todo o caminho que leva à preparação e o consumo. Cerca de 420 mil pessoas em todo o mundo perdem a vida após comer algo contaminado incluindo crianças com menos de cinco anos de idade, que representam 40% dos casos, e 125 mil óbitos anuais.

A forma como os alimentos são produzidos, tratados e consumidos afeta a segurança da comida por isso é fundamental seguir os padrões internacionais e os regulamentos previstos - ONU News/Daniel Dickinson - ONU News/Daniel Dickinson
A forma como os alimentos são produzidos, tratados e consumidos afeta a segurança da comida por isso é fundamental seguir os padrões internacionais e os regulamentos previstos
Imagem: ONU News/Daniel Dickinson

Ação

O Dia Mundial da Segurança dos Alimentos, em 7 de junho, quer inspirar ação para ajudar a prevenir, detectar e gerenciar as doenças causadas por alimentos contaminados. A Organização Mundial da Saúde, OMS, e a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, FAO, coorganizam as celebrações do Dia em cooperação com os países-membros da ONU e outras organizações.

A agenda promove a segurança de toda a cadeia alimentar e a redução dessas doenças em todo o globo. A campanha do Dia Mundial em 2021 pede ação do setor privado, da sociedade civil, de agências da ONU e de indivíduos.

A falta de segurança dos alimentos ameaça não somente a saúde humana, mas economias inteiras - Pnud Asia Pacífico - Pnud Asia Pacífico
A falta de segurança dos alimentos ameaça não somente a saúde humana, mas economias inteiras
Imagem: Pnud Asia Pacífico

Campo

A forma como os alimentos são produzidos, tratados e consumidos afeta a segurança da comida por isso é fundamental seguir os padrões internacionais e os regulamentos previstos incluindo resposta de emergência.

A segurança dos alimentos é uma responsabilidade partilhada por governos, produtores e consumidores. E cada um tem um papel a desempenhar do campo à mesa para assegurar que os alimentos não serão uma ameaça à saúde.

Alimentos contendo bactérias, vírus, parasitas e substâncias químicas podem causar mais de 200 doenças. Recentes estimativas indicam que o impacto dos alimentos contaminados custa a países de baixa e média rendas cerca de US$ 95 bilhões em produtividade perdidas a cada ano.

Boas práticas de higiene nos setores de alimentação e agricultura ajudam a reduzir a emergência e a propagação de doenças. A proposta de estabelecer o Dia Mundial da Segurança dos Alimentos ocorreu na 73ª sessão da Assembleia Geral.