Mundo

Aquáticos | Sapo 'fantasma' é visto pela primeira vez após 80 anos no Chile

Aquáticos | Sapo 'fantasma' é visto pela primeira vez após 80 anos no Chile

Cientistas chilenos redescobriram uma espécie de sapo que foi vista pela última vez há 80 anos. Os especialistas já estão em contato com autoridades para que o habitat do anfíbio seja conservado.

O sapo aquático de Hall, em homenagem ao pesquisador e colecionador americano Frank Gregory Hall, que descobriu a espécie na década de 1930 no deserto do Atacama, no Chile.

A descoberta gerou uma corrida louca para confirmar que a chamada espécie "fantasma" era de fato a mesma que Hall havia descoberto décadas atrás, contaram os cientistas para a Reuters.

"Perguntamos ao museu onde a [descoberta] de Hall está registrada e eles nos enviaram fotos das larvas, outras imagens e desenhos", disse César Cuevas, pesquisador da Universidade Católica de Temuco.

O trabalho agora dos especialistas é estabelecer a taxonomia do sapo com outras espécies encontradas na região, para determinar o quão diferente — e, portanto, o quão raro — ele realmente é.

Ainda assim, é preciso que o habitat natural do sapo seja conservado, ainda mais em cidades ao Norte do Chile que estão cada vez mais industrializadas.

"Esses animais são aquáticos. Em apenas cinco minutos fora da água, eles morrem", disse Cuevas.