Geral

Projeto Kombozas | Artista personaliza Kombis e estimula entrega de doações de alimentos em SP

Projeto Kombozas | Artista personaliza Kombis e estimula entrega de doações de alimentos em SP

É na lata das Kombis que circulam por ruas de diferentes lugares do estado de São Paulo que o grafiteiro e arte educador Donizete Lima, 46 anos, (Bonga Mac) expressa a sua arte por meio do projeto Kombozas.

Elefantes africanos, aranhas gigantes, águias e outros animais selvagens dão vida aos veículos que circulam pela selva urbana das cidades. "Grafito as Kombis em frente à minha casa devido à pandemia, essa foi uma forma de me adaptar. Os motoristas trazem as suas peruas de todo o estado de São Paulo e as customizo no mesmo dia", comenta Bonga.

Kombozas - @tamisanoli - @tamisanoli
Grafiteiro não cobra pela arte e sugere que, em troca, os clientes ajudem as instituições
Imagem: @tamisanoli

O grafiteiro que reside em Caieiras - Região Metropolitana de São Paulo, já pintou Kombis de Araraquara, Sorocaba. "Já fui procurado por pessoas de outras regiões, como Goiânia, Santa Catarina, Paraná e Recife, que estão dispostas a vir até aqui", conta.

Bonga não cobra pela sua arte, mas o trabalho agradou tanto os motoristas que alguns começaram a oferecer dinheiro. O grafiteiro, então, aproveitou a oportunidade e uniu a sua ação artística a outras de solidariedade, que necessitavam justamente desse apoio motorizado para levar alimentos de doação de cestas básicas.

"Mobilizei os perueiros contemplados pelo projeto a transportarem alimentos de um ponto central de arrecadação para entidades ou para as famílias necessitadas da região. Continuo não aceitando dinheiro, mas sugiro que eles contribuam com cestas básicas ou auxílio com o transporte", explica.

"A ideia do transporte das arrecadações começou a partir da Comunidade Cultural Quilombaque. Para Thaís Santos, cofundadora da instituição, a ajuda das Kombis serviu para pôr fim às limitações do projeto. "O transporte era o limitante para ampliar o número de famílias atendidas na região com cestas básicas e kits de higiene e limpeza obtidos pela campanha de apoio permanente da UNEAfro Brasil", diz.

O projeto que começou há cinco meses e já transportou cerca de 150 cestas básicas a pedido das instituições, mas a arrecadação por parte dos perueiros ainda é baixa. "Por isso estamos analisando uma forma de incentivar os próprios perueiros, os que tiverem condições, a colaborarem também", explica o artista.

O movimento de ter transporte disponível para arrecadações de alimentos e ações sociais colocou o grafiteiro em contato com outras organizações. "Comecei a atender outros grupos, como o Cobertor do Bem, entidade que distribui cobertores e cestas básicas em diversos locais de São Paulo, e o Saful, time de várzea de Caieiras, que arrecada alimentos para ajudar as pessoas da região", diz Bonga.

Kombozas - @thomasnasto - @thomasnasto
O projeto que começou há cinco meses já transportou cerca de 150 cestas básicas
Imagem: @thomasnasto

Recentemente, o artista também fechou parceria com a marca de tintas Tekbond, que passou a ceder o material para que ele pinte as Kombis. "No começo do projeto, eu mesmo comprava as tintas, mas à medida que a demanda aumentou passei a ter dificuldades para adquirir mais material. Essa é a primeira parceria oficial do projeto Kombozas", comenta.

"Pretendo atingir uma meta de 50 Kombis pintadas [ambos os lados] para poder ter a chance de entrar para o Guinness Book [livro dos recordes] como o artista urbano que mais customizou Kombis no mundo", comenta o grafiteiro sobre suas ambições pessoais.

Para ajudar o projeto Kombozas entre em contato via Instagram pela página oficial do artista ou pelo e-mail: [email protected]