Geral

No Ceará | Fábrica que armazena oxigênio explode e deixa feridos em Fortaleza

No Ceará | Fábrica que armazena oxigênio explode e deixa feridos em Fortaleza

Uma instalação da empresa White Martins responsável pelo enchimento de cilindros de oxigênio explodiu na manhã de hoje em Fortaleza, no bairro no bairro Carlito Pamplona. O incidente, ocorrido por volta das 10h30, deixou ao menos cinco feridos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma das vítimas foi ferida com maior gravidade. Das cinco vítimas, três foram encaminhadas para o IJF (Instituto Dr. José Frota). Os pacientes, de 19, 43 e 45 anos de idade, estavam estáveis, em avaliação clínica, acompanhados pelas equipes multiprofissionais do hospital e realizando exames de imagem.

A White Martins é uma das maiores fornecedoras de oxigênio hospitalar do Brasil. Além de ter essa unidade no Ceará, também possui fábricas em Manaus, no Amazonas, e em Barra Mansa, no Rio de Janeiro. O oxigênio é utilizado em pacientes com covid-19.

Ainda não há informação sobre o que causou a explosão. Em nota, a empresa disse que a produção não será afetada. "As instalações afetadas não produzem oxigênio e são destinadas apenas ao enchimento de cilindros. A produção de oxigênio líquido no estado não foi comprometida e a empresa está buscando alternativas para o enchimento dos cilindros".

A White Martins disse ainda que "a empresa está dando apoio aos feridos e colaborando com as autoridades".

Nas redes sociais, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), lamentou o ocorrido e adiou seu pronunciamento do novo decreto de isolamento social no Estado.

"Nossa equipe da Secretaria da Saúde também acompanha a questão do fornecimento de oxigênio, para evitar problemas de desabastecimento nos equipamentos de saúde. Estou acompanhando os fatos e torcendo pela rápida recuperação das vítimas", publicou Camilo.

O prefeito José Sarto (PDT) esteve no local da explosão para acompanhar o atendimento. Segundo ele, as vítimas, "19, 43 e 45 anos de idade, seguem estáveis, em avaliação clínica, acompanhados pelas equipes multiprofissionais do hospital [Doutor José Frota] e realizando exames de imagem".

O prefeito também disse ter conversado com os representantes da White Martins, e a resposta foi que a explosão não afetará o fornecimento de oxigênio para o estado.

Bombeiros, equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e da Defesa Civil Municipal foram ao local.

A Polícia Militar bloqueou o acesso ao local, por risco de novas explosões. A AMC (Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania) interditou o trânsito no entorno da fábrica.

Residências próximas tiveram janelas quebradas e foram danificadas. Vídeos feitos por moradores registraram a explosão e também mostraram pessoas fugindo do local, que estava tomado pela fumaça.

Errata: o texto foi atualizado
Inicialmente, o texto e a home-page do UOL informaram que o local da explosão era uma fábrica de oxigênio. Mas, segundo a empresa White Martins, "as instalações afetadas não produzem oxigênio e são destinadas apenas ao enchimento de cilindros". O texto foi alterado