Geral

Mato Grosso do Sul | Gêmeos são mortos com 13 tiros; um tinha acabado de ser pai

Mato Grosso do Sul | Gêmeos são mortos com 13 tiros; um tinha acabado de ser pai

Os irmãos gêmeos Rafael e Alexandre Muller Passos, de 31 anos, foram executados na madrugada do último sábado (26) em Campo Grande (MS). Eles chegaram na capital, vindos de Manaus (AM), em busca de melhores oportunidades de trabalho.

O crime aconteceu no Residencial Mata do Jacinto, região norte da cidade. Testemunhas relataram ter visto dois homens chegando ao endereço das vítimas em uma motocicleta.

Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Civil, os policiais responsáveis pelo atendimento da ocorrência relataram que as vítimas foram encontradas mortas, no interior da quitinete onde moravam. Ao todo foram efetuados 13 disparos com pistola 9 mm, dos quais sete atingiram Rafael no pescoço, tórax, perna, axila e punho. Já Alexandre foi alvejado nas pernas, nádegas e braços.

A irmã dos gêmeos, Sabrina Muller Passos, 28 anos, contou ao UOL que os jovens eram trabalhadores e nunca tiveram problemas com a Justiça. "Eram dois meninos bons, corretos e trabalhadores. Não faço ideia de quem pode ter feito essa crueldade com eles", desabafa.

Sem pistas

Sabrina confirma que os irmãos trocaram Manaus por Campo Grande para conquistar melhores oportunidades de trabalho. Rafael veio primeiro e conseguiu um emprego em duas semanas de estadia. Já Alexandre chegou na cidade há três meses e trabalhava em uma distribuidora de bebidas.

"É muito triste o que aconteceu, e queremos saber por que mataram meus irmãos com tanta violência. O filho do Rafael nasceu há setes dias e ele nem conseguiu registrar a certidão de nascimento. No dia do crime foi até a casa da mãe do bebê para visitá-los e morreu depois de algumas horas", relembra.

A irmã das vítimas comentou que a investigação trabalha com a hipótese inicial de que a morte seja decorrente de briga por relacionamento. "O investigador me disse que pode ser que um dos meninos tenha se envolvido com alguma mulher e arrumado briga. Daí os assassinos foram até o local para acertar contas e acabaram matando os dois que moravam juntos", acrescenta.

Imagens registradas por uma câmera de segurança no local do crime foram coletadas e estão em análise, no entanto, a identificação está comprometida porque os suspeitos estavam usando capacetes no momento do crime.

Populares também informaram à equipe policial que identificaram um veículo Gol com insulfilm preto que chegou ao endereço do crime, junto com os motociclistas.