Geral

Imóveis de luxo da quadrilha | PF cumpre mandados a chefes do PCC mortos no CE em 2018

Imóveis de luxo da quadrilha | PF cumpre mandados a chefes do PCC mortos no CE em 2018

A Polícia Federal cumpre na manhã de hoje 12 mandados de busca e apreensão em imóveis ligados ao PCC (Primeiro Comando da Capital) no Ceará, Minas Gerais e São Paulo.

A operação, batizada de Node, apura possível crime de lavagem de dinheiro oriundo do tráfico de drogas no Ceará. As investigações tiveram início após a morte dos chefes do PCC Rogério Jeremias de Simone, o "Gegê do Mangue", e Fabiano Alves de Souza, o "Paca", em fevereiro de 2018, em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza.

A ordem para matar Gegê do Mangue e Paca teria partido da cúpula do PCC, que suspeitava que a dupla estavfa desviando dinheiro da própria facção, segundo o MP-SP (Ministério Público de São Paulo).

A partir das mortes, a investigação da PF identificou que haveria outros integrantes da organização criminosa com atuação no Ceará que, junto com Gegê do Mangue e Paca, teriam movimentado valores superiores a R$ 8 milhões, em bens móveis e imóveis, além da grande quantidade de dinheiro ilícito em contas dos investigados e de laranjas.

Imagens divulgadas pela PF mostram policiais cumprindo os mandados, expedidos pela Justiça Federal, em imóveis de luxo.

De acordo com a PF, a operação faz parte da estratégia de atacar o patrimônio da facção com o objetivo de enfraquecê-la.

"O enfrentamento ao tráfico de drogas e ao crime organizado por meio da desarticulação patrimonial, juntamente com a prisão de lideranças e a cooperação internacional, objetivam causar maior impacto no âmbito da segurança pública do que aquele causado somente pela apreensão de drogas", informou a PF em nota.

O nome da operação faz alusão à Terra de Node, onde Caim foi viver após ser expulso do convívio de sua família.