Geral

Guia do investidor UOL | Cultura de novela atrapalha brasileiro na hora de investir, diz analista

Guia do investidor UOL | Cultura de novela atrapalha brasileiro na hora de investir, diz analista

Se você já olhou para alguém com muito dinheiro e questionou de onde veio a riqueza dessa pessoa, saiba que essa lógica de pensamento atrapalha mais você do que quem você está questionando. Segundo especialista, esse senso comum é um dos motivos que atrapalham os brasileiros ao investir.

"A gente tem uma cultura de aversão a quem tem sucesso, que é a cultura da novela, que diz que o herói é o que vive de bico, um dia após o outro, e o bandido é o bem-sucedido", disse Tito Gusmão, fundador e CEO da Warren, durante encontro do Guia do Investidor UOL, série de eventos gratuitos e quinzenais do para quem quer aprender a cuidar do próprio dinheiro.

"É vendido todo dia na nossa cultura que ser bem-sucedido não é tão legal", disse Gusmão. Para o especialista, essa "cultura de novela" aumenta a crença de que é impossível ganhar dinheiro investindo licitamente. Por isso, atrapalha quem quer começar a investir.

Durante o evento, Gusmão e Fabio Macedo, diretor comercial da Easynvest by Nubank, falaram sobre o que afeta o hábito de investir, e deram dicas para criar os hábitos que todo investidor precisa ter. Confira abaixo os principais pontos do encontro e assista ao evento na íntegra.

Foco na estratégia de longo prazo

Para os especialistas, quem está começando agora precisa ter pelo menos uma meta de investimento de longo prazo. É aí que muita gente falha na consistência de investir.

"A nossa relação com o dinheiro é mais emocional do que racional, aquela sensação de comprar um produto e ser recompensado na hora é mais comum na nossa vida do que o pensamento de longo prazo", afirmou Gusmão.

Além disso, afirmou, o cenário macroeconômico de hoje também empurra os investidores a saírem da zona de conforto da renda fixa, muita afetada pela taxa básica de juros que, embora esteja subindo ainda está baixa para padrões históricos.

Para Macedo, é justamente esse cenário que joga a favor dos investidores.

"Aquele que está entrando agora no mercado talvez tenha mais oportunidade do que tempos atrás, mas ele precisa entender quanto de risco ele está disposto a correr", disse,

Hábito de investir requer outra visão do mercado

Outro fator que interfere no hábito de investir é a forma como os investidores enxergam o mercado, segundo os especialistas.

"O mercado funciona em ciclos, exagera na euforia e no pânico. Isso sempre aconteceu e vai continuar acontecendo, mas são momentos de oportunidade. Se uma TV está com 30% de desconto, eu vou lá comprar, mas se é o mercado financeiro que surge descontado, normalmente o primeiro pensamento é se desfazer da ação. Se você está com pensamento de longo prazo, então aproveite este momento [quando há queda na Bolsa]", disse Tito Gusmão.

Isso acontece, segundo Macedo, porque em geral temos uma profunda aversão à perda. "A gente toma decisões em função das perdas e é aí que a gente começa a cometer erros", afirmou.

Outro fator que interfere negativamente no hábito de investir é a quantidade de investimentos à disposição do investidor. "A gente tem a crença de que quanto mais opções de investimentos melhor, mas é o contrário. A gente fica perdido com tanta opção. Muitas vezes carteiras recomendadas atendem os seus objetivos", disse Macedo.

Para criar hábito, investidor precisa se organizar

Os especialistas disseram no evento que para criar o hábito de investir, as pessoas precisam voltar dois passos e entender questões básicas do orçamento.

"A grande maioria não sabe quanto ganha e gasta. Então tem o exercício inicial de organizar a cozinha", afirmou Gusmão.

Isso pode ser feito com planillha, com aplicativo ou até mesmo com papel, afirmam os especialistas. A ideia é fazer sobrar, ao menos, 10% do que você ganha. "Se não sobra, ou você ganha mais ou diminui os seus gastos", disse Gusmão.

O ponto mais importante, segundo os especialistas, é entender que o mercado não é um bicho distante do investidor, ele está ao redor.

"O hábito de investir nos conecta com coisas que não são distantes, e que fazem parte do nosso dia a a dia. As empresas que você investe estão no seu dia a dia", disse Gusmão. Entender isso, segundo ele, ajuda quem está começando a ter menos receio do mercado.

Guia do Investidor UOL é trilha para quem quer começar a investir

O Guia do Investidor UOL é uma série de eventos quinzenais e gratuitos que vai apresentar todos os passos para quem quer aprender a investir e entender melhor sobre o mercado financeiro.

Essa série funciona como uma trilha de conhecimento, que passará por temas como comportamento, investimentos básicos para iniciantes a investimentos mais arrojados, como ações, fundos multimercado e até criptomoedas.

Para ajudar os leitores nessa trilha, investidores profissionais, analistas, e grandes especialistas do mercado darão aulas quinzenais para ensinar o passo a passo dos investimentos.

Você não faz parte da comunidade do ? Assine e tenha acesso a conteúdos para aprender a ganhar dinheiro com investimentos, mesmo que nunca tenha investido antes.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.