Geral

Governo da Paraíba começa a distribuir doses da vacina de Oxford

Governo da Paraíba começa a distribuir doses da vacina de Oxford

Uma nova operação logística foi montada pelo governo da Paraíba, através da Secretaria de Saúde, para distribuir, a partir de hoje, 36 mil doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e fabricada pela farmacêutica AstraZeneca. O secretário Geraldo Medeiros ressaltou que o objetivo é ampliar a cobertura vacinal dos profissionais de saúde, que continuarão tendo prioridade para se imunizar por estarem na linha de frente do combate ao coronavírus. A distribuição de agora para os municípios segue o mesmo plano já adotado na semana passada, quando chegaram 114 mil doses da vacina CoronaVac.

O secretário explicou que o Ministério da Saúde é quem determina qual o público a ser imunizado. Os profissionais de saúde que estão sendo priorizados atuam em serviços de referência Covid-19 e têm contato com os pacientes. Ao todo, 35.090 profissionais serão atendidos e a logística montada envolve as secretarias de Segurança Pública e da Saúde, operacionalizando a distribuição por meio aéreo e terrestre para todas as doze regiões de Saúde da Paraíba, onde os municípios retiram as doses obedecendo ao critério populacional. O secretário reiterou que os municípios são responsáveis legais pela aplicação das doses no público determinado. “Neste momento, foram destinadas doses para vacinar profissionais de saúde diretamente vinculados às zonas Covid-19 e isto deve ser absolutamente cumprido. Com a chegada de novos lotes, no futuro, poderá ser ampliado o atendimento para aqueles que têm contato eventual”, informou o secretário.

Até ontem, a Paraíba havia recebido duas remessas de vacinas contra Covid-19, sendo 114.800 mil doses do imunizante CoronaVac/Butantan, quantitativo para dose 1 e dose 2, com destinação para quatro públicos: indígenas aldeados (100%), pessoas com deficiência em abrigos (100%), idosos em asilos e abrigos (100%), profissionais de Saúde (34%) e mais 36 mil doses da Vacina de Oxford/AstraZeneca (dose 1) destinadas aos profissionais de saúde (27%). Ainda não há data para o recebimento de novos lotes nem o início da vacinação em outros grupos. Na sexta-feira passada, dia 22, a Paraíba, pelo terceiro dia consecutivo, registrou mais de mil casos de Covid-19. De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde na sexta-feira, foram 1.309 confirmações no período de 24 horas. Além disso, o Estado teve também teve 16 mortes pela doença. Com essa atualização, o cenário da pandemia na Paraíba subiu para 181.473 casos confirmados e 3.955 mortes. Cinco municípios concentram 808 novos casos confirmados quinta-feira: João Pessoa, Sousa, Campina Grande, Santa Rita e Cabedelo.