Geral

Foi apagado da imagem | Ator de 'Encontro de Casais' processa Universal por racismo em pôster de filme

Foi apagado da imagem | Ator de 'Encontro de Casais' processa Universal por racismo em pôster de filme

O filme "Encontro de Casais" (2009) está sendo alvo de uma ação judicial sendo acusado de racismo. De acordo com o Hollywood Reporter, o autor do processo seria Faizon Love, um dos artistas que integraram o elenco da trama. Na época em que a produção foi lançada, Love foi apagado do pôster de marketing internacional e induzido a não entrar com processo depois de promessas de executivos dos estúdios na época.

Segundo a publicação, em 2009, os jornais do Reino Unido notaram a mudança e isso reverberou online. Na época, um porta-voz da Universal disse que o pôster havia sido alterado para "simplificá-lo" e que o estúdio lamentava a ofensa causada e estava abandonando os planos de usar o pôster revisado daqui para frente.

De acordo com o processo, Faizon Love chegou a recorrer a Universal Studios a respeito do tema e a empresa, tentando evitar o processo, prometeu "(i) a cessação imediata do cartaz racista internacional e (ii) recompensa imediata ao Sr. Love na forma de carreira lucrativa, com papéis no cinema" - o que nunca aconteceu.

A publicação ainda cita que Love recebeu um pedido de desculpas de executivos de alto escalão, como um telefonema de Adam Fogelson, que acabou de ser promovido de chefe de marketing a presidente do estúdio. Além disso, também houve um pronunciamento de Scott Stuber, um produtor do filme, que estava sob um contrato de produção de cinco anos com a Universal e que hoje é chefe de filmes originais da Netflix. Até mesmo a estrela Vince Vaughn, supostamente ajudou a acalmar qualquer controvérsia com promessas. Apesar disso, nenhum dos artistas cumpriram com qualquer promessa.

O processo ainda revela que Vaughn estava em ligações com Fogelson e se comprometeu com um programa de TV com Love. "Vaughn aparentemente chegou a dizer ao Sr. Love que fazer um alarde sobre sua remoção do pôster não seria bom para sua carreira naquela época, uma declaração à qual Fogelson não se opôs."

O pôster, entretanto, não deixou de ser vinculado e ainda está em vários sites ao redor do mundo.

No processo, conta que Love ficou "horrorizado" quando descobriu as diferenças entre o pôster do filme nacional e o internacional. "A Universal Studios não teve problemas com atores negros no filme cômico", afirma a denúncia. "Mas quando se tratou de divulgar o filme para o público internacional, a Universal Studios optou por separar os atores brancos e negros do filme ... Em vez de desfrutar de visibilidade máxima com o lançamento do filme, o Sr. Love foi rebaixado ao proverbial 'Homem Invisível', como descrito por Ralph Ellison."

"Embora 'Encontro de Casais' tenha alcançado o primeiro lugar no ranking de bilheteria no fim de semana de abertura e tenha tido uma corrida espetacular que arrecadou mais de US $ 171 milhões em todo o mundo, o Universal Studios colocou o Sr. Love no banco de trás da viagem apreciada por seus seis co-estrelas brancos."

Os representantes de Love ainda citaram filmes produzidos e protagonizados por artistas negros, como "Policial em Apuros" (2014) e "Pantera Negra" (2018), com o intuito de mostrar que estes filmes podem ser grandes sucessos cinematográficos.

O ator não está apenas alegando quebra de contrato e incentivo fraudulento sobre o que ele não obteve desde o lançamento do filme, como também alegando violações de direitos assegurados pela legislação da Califórnia, nos Estados Unidos.

Ao Hollywood Reporter, a Universal recusou comentar o caso.