Geral

Em meio à 10 reivindicações, motoristas de ônibus em JP deflagram greve nesta terça-feira

Em meio à 10 reivindicações, motoristas de ônibus em JP deflagram greve nesta terça-feira

Os operadores de ônibus de João Pessoa entrarão em greve a partir da meia noite desta terça-feira (20). O anúncio foi feito por meio de nota na última sexta-feira (16), quando afirmaram que hoje (19) haveria uma coletiva para anunciar quais são as reivindicações da categoria. Ao todo são dez, entre elas a vacinação contra a Covid-19.

Segundo o Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Passageiros e Cargas no Estado da Paraíba (Simtro-PB), a greve foi acordada na última terça-feira (13), em Assembleia Geral Extraordinária.

A categoria exige o retorno de comissões, que foram cortadas dos motoristas que acumulam a função de cobrador; o retorno dos cobradores em linhas de grande movimento; o retorno de 50% do ticket alimentação; o retorno dos operadores que foram demitidos em abril do ano passado; o fim da jornada dupla; a implantação de um ponto eletrônico; reparações por demissões irregulares; entrega de fardamento, que a categoria alega não ter recebido há três anos; pagamento de horas extras; e a vacinação contra Covid-19.

Neste domingo (18), a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP) emitiu uma nota informando que recebeu o comunicado sobre a paralisação dos motoristas do transporte público coletivo e disse que “os mais de 100 mil passageiros que precisam dos ônibus diariamente não podem ficar prejudicados mediante conflito da relação trabalhista interna entre empresários e funcionários”.

Ainda na nota, o superintendente George Morais afirmou que determinou ao Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros no Município de João Pessoa (Sintur-JP) acionar o departamento jurídico “afim de evitar uma greve abusiva”.