Geral

Caso Henry | Defesa de Monique diz a jornal que ela foi agredida e enforcada por Dr. Jairinho

Caso Henry | Defesa de Monique diz a jornal que ela foi agredida e enforcada por Dr. Jairinho

Após solicitar novo depoimento junto à Polícia Civil, a defesa de Monique Medeiros mudou a versão dos fatos apresentada por ela sobre envolvimento na morte do menino Henry Borel, de 4 anos, e diz que ela já foi agredida e chegou a ser enforcada por Dr. Jairinho.

Segundo o jornal O Globo, os novos representantes legais de Monique, Thiago Minagé, Hugo Novais e Thaise Mattar Assad - contratados após ela e Jairinho separarem suas defesas - dizem que, com a prisão temporária de Jairinho, ela agora se sente segura para falar a verdade sobre a relação do casal.

"Tanto a babá, quanto a ex-namorada afirmaram ter medo dele [de Jairinho]. Será que a única pessoa que não teve o depoimento influenciado por Jairinho foi Monique? É uma questão de raciocínio", declarou Hugo Novais ao jornal.

"Se o objetivo do inquérito é buscar a verdade dos fatos, em todos os seus contornos, não se justifica a demora na nova audição de Monique pedida pela defesa", informou um dos trechos do documento assinado pelos advogados Thiago Minagé, Hugo Novais e Thaise Mattar Assad.

Mãe e padrasto da vítima, Monique e Jairinho foram presos no dia 8 de abril por suspeita de atrapalhar as investigações e ameaçar testemunhas. Eles são investigados por envolvimento no homicídio

Ao UOL, os advogados de Monique afirmaram que ainda não podem confirmar a veracidade da denúncia publicada pelo jornal. A reportagem tenta contato com a defesa de Jairinho.