Geral

Após mais de um ano de pandemia | Sem 1ª dose, ao menos três capitais suspendem vacinação contra covid

Após mais de um ano de pandemia | Sem 1ª dose, ao menos três capitais suspendem vacinação contra covid

Com a escassez de vacinas contra covid-19, ao menos 3 capitais seguem com a campanha de imunização suspensa. Enquanto Maceió e João Pessoa aguardam o envio de remessas pelo Ministério da Saúde, Goiânia recebeu hoje um novo lote de vacinas, mas só deve retomar a aplicação da 1ª dose amanhã (17).

Até ontem, a aplicação da 1ª dose também estava interrompida em Curitiba e em Campo Grande, mas com a entrega de vacinas pelo governo federal, ambas capitais puderem retomar a imunização de idosos.

Em Maceió, a Prefeitura informou que está vacinando apenas quem precisa da 2ª dose do imunizante e que aguarda novos lotes pelo Ministério da Saúde. Cenário similar ao de João Pessoa, onde a campanha está suspensa por falta de doses. "A previsão de chegada, de acordo com o Ministério da Saúde, é até o próximo sábado (17)", disse a Secretaria de Saúde ao UOL.

Em Goiânia, a aplicação da 1ª dose da vacina ficou suspensa por dois dias, mas retoma amanhã —a cidade recebeu um novo lote de imunizantes pelo Ministério da Saúde. Idosos a partir de 62 anos podem agendar a vacinação pelo aplicativo da Prefeitura.

Capitais que retomam a vacinação

Após interromper a vacinação de idosos, a Prefeitura de Campo Grande informou que recebeu ontem uma remessa de 29.070 doses da CoronaVac e da AstraZeneca/Fiocruz. Com as novas doses, a aplicação da 1ª dose foi retomada para pessoas a partir de 61 anos.

Curitiba também anunciou hoje um novo cronograma para aplicação da 1ª dose da vacina em idosos. A capital decidiu usar o estoque reservado para a 2ª dose após a confirmação de chegada de um novo lote de vacinas pela Saúde.

"Como temos a informação do Ministério da Saúde de que um novo lote já está a caminho, vamos agilizar a aplicação da primeira dose. Quando a nova remessa chegar, faremos a reposição dos imunizantes reservados para a segunda dose", explicou a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak.

Hoje, a vacina está sendo aplicada em pessoas com 66 anos completos, nascidas entre 1º de julho e 31 de dezembro, e no sábado (17) receberão a 1ª dose aqueles que têm 65 anos completos.