Geral

Alta ocupação de UTIs | SP vai abrir 280 leitos de emergência para covid-19

Alta ocupação de UTIs | SP vai abrir 280 leitos de emergência para covid-19

Em meio a sucessivas altas na ocupação de UTI (unidade de tratamento intensivo), o governo de São Paulo anunciou a criação de 280 leitos de emergência para covid-19 até o fim do mês no estado. Considerados novos hospitais de campanha, estes leitos serão instalados em 11 unidades de saúde na capital e no interior.

Diferente dos hospitais de campanha do ano passado, com triagem e enfermaria, o objetivo do governo é desafogar a ocupação das UTIs, que atingiu 80% ontem, em estruturas já existentes, a exemplo do hospital de campanha em Heliópolis, na zona sul, que funciona no AME (Ambulatório Médico de Especialidades) Barradas. As unidades deverão ficar prontas entre os dias 20 e 31 de março.

Ao todo, serão 140 leitos de UTI e 140 de enfermaria. Estes leitos serão espalhados em unidades por todo o estado:

Atualmente, o estado já opera quatro hospitais de campanha nestes moldes. No AME Barratas, na zona sul da capital, e nos AMEs de Franca, Bauru e Bebedouro, na região de Ribeirão Preto.

O objetivo do governo de São Paulo é tentar estancar o aumento generealizado da ocupação de leitos em todo o estado, atualmente em 80%. De acordo com a Secretaria de Saúde, há três regiões com indisponibilidade acima dos 90% e estão praticamente colapsadas: Araraquara (93,9%), Bauru (96%) e Presidente Prudente (94%).

"Temos 8.427 pacientes internados em UTI [hoje] e tínhamos, na nona semana [da pandemia], em julho do ano passado, 6.250. Temos 34,8% do que tínhamos no ápice da primeira onda", alertou o secretário da Saúde, Jean Gorintcheyn, em coletiva no Palácio dos Bandeirantes nesta segunda (8).

O estado já havia anunciado a abertura de 500 novos leitos de UTI na semana passada. Segundo Gorintcheyn, mais unidades deverão ser anunciadas na coletiva na próxima quarta (10).

Volte em instantes para mais informações