Esportes

Mais do continental | 'Triângulo amoroso' faz River até hoje não aceitar derrota para o São Paulo em 2005

Mais do continental | 'Triângulo amoroso' faz River até hoje não aceitar derrota para o São Paulo em 2005

Eliminar o River Plate da semifinal da Libertadores de 2005 está entre os grandes momentos da história do São Paulo na competição. Mas o time argentino, adversário do Tricolor na noite de hoje, tem uma versão própria para narrar a sua derrota naquele mata-mata.

Ainda 15 anos depois, é raro encontrar um torcedor do River que reconheça o mérito do São Paulo campeão daquela Libertadores (e que seria também campeão daquele Mundial de Clubes). O típico olhar para o próprio umbigo enxerga as razões da queda em um...escândalo extraconjugal.

E aconteceu justamente com a dupla de zagueiros então formada por Tuzzio e Ameli (Ameli que, ironia, defendeu o São Paulo três anos antes). Amigos de longa data, ambos viraram assunto nacional com a revelação de que Ameli traía o companheiro com a sua então esposa.

Aquele timaço do River, com jogadores de renome internacional como Mascherano, Lucho González, o hoje técnico Marcelo Gallardo e seu xará Marcelo Salas, passou a apagar um incêndio interno em vez de se preparar para derrotar o São Paulo de Rogério Ceni, Lugano e Amoroso.

Contribuiu para isso o River ter um técnico inexperiente, Leonardo Astrada. Não desmontar a dupla Ameli-Tuzzio acabou sendo a pior das decisões. Ok, Ameli era o capitão da equipe e Tuzzio vinha chamado até para a seleção, mas ambos obviamente não tinham mais clima para atuar juntos.

Foi o que aconteceu logo depois de perder para o São Paulo. Tuzzio foi emprestado para o Mallorca, voltando ao River só em 2006. Isolado pelos demais, Ameli penduraria as chuteiras pouco após aquele 2005.

Na Argentina, não há River x São Paulo que não conte com este resgate. A fixação pelo assunto é tamanha que o então presidente do clube, José María Aguilar, recentemente deu detalhes sobre aquela situação ao jornal "La Nación": "Nos ultrapassou totalmente, não sabíamos o que fazer, tínhamos time para ser campeões do mundo", resumiu.