Esportes

Libertadores | Com gols de Soteldo e Marinho, Santos vence LDU por 2 a 1 em Quito no jogo de ida

Libertadores | Com gols de Soteldo e Marinho, Santos vence LDU por 2 a 1 em Quito no jogo de ida

O Santos venceu a LDU na noite de hoje (24) por 2 a 1, em Quito (EQU), no jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores. Soteldo abriu o placar, Jhojan Julio empatou, e Marinho, cobrando pênalti que ele mesmo sofreu, deu o triunfo ao Peixe.

Com o resultado, o Santos pode até perder por 1 a 0 na Vila Belmiro que mesmo assim garante vaga nas quartas de final da competição continental — uma vez que na Libertadores existe o critério do gol qualificado fora de casa.

O Peixe volta a campo neste sábado, às 17h, quando recebe o Sport, na Vila Belmiro, pela 23ª rodada do Brasileirão. O jogo de volta contra a LDU está marcado para a próxima terça-feira (1), também na Vila, às 19h15.

O melhor: Pará

Lateral fez um jogo impecável. Passou por dois equatorianos em grande jogada para servir Soteldo no primeiro gol. Defensivamente, correu a partida inteira e não deixou que nenhuma jogada fosse criada pelo seu lado.

Quem decidiu: Marinho

O Santos vivia momento difícil na segunda etapa quando Marinho dominou pela esquerda e, ao seu estilo, foi para cima da marcação. Ele passou por um marcador já invadindo a área e foi derrubado no segundo corte. Pênalti marcado que ele mesmo bateu e converteu.

John ignora estreia na altitude e é decisivo

O goleiro John, de 24 anos, fez apenas seu quarto jogo como profissional no Santos, o primeiro na altitude: Quito (EQU) fica localizada mais de 2,8 mil metros acima do nível do mar. Em campo, porém, o arqueiro parecia um veterano: fez excelentes defesas, não teve culpa no gol, e foi um dos destaques positivos da partida.

Quem foi mal: Diego Pituca

Volante não esteve nos melhores dias e não subiu com o atacante Jhojan Julio no gol da LDU após grande defesa de John.

Cronologia do jogo

O Santos abriu o placar aos 7 minutos do primeiro tempo. Pará disparou pela direita, passou por dois equatorianos e ganhou a linha de fundo. Ele cruzou para o meio da área e encontrou Soteldo, que teve espaço para erguer a cabeça e chutar bem para abrir o placar.

A LDU empatou aos 47 da primeira etapa em contra-ataque após falta cobrada pelo Santos no campo ofensivo. Arce disparou pela direita do ataque equatoriano, passou pela marcação e bateu para o gol, mas John fez defesa espetacular. No rebote, no entanto, Jhojan Julio ganhou de cabeça e colocou no fundo das redes.

Na segunda etapa, o Santos voltou a marcar com Marinho. O camisa 11 foi para cima da marcação, passava pelo segundo equatoriano quando foi derrubado dentro da área. Ele mesmo cobrou o pênalti e fez 2 a 1 para o Peixe.

Atuação do Santos: Peixe 'cansa' no primeiro tempo, mas volta ligado

O Santos entrou em campo ligado e abriu o placar logo no início, mas visivelmente sentiu os efeitos da altitude e cansou antes do fim da primeira etapa — quando sofreu empate em contra-ataque. Na segunda etapa, porém, voltou mais ligado e conseguiu o segundo gol. Enquanto esteve à frente no placar, o Peixe procurou rodar bastante a bola e manter a posse para não precisar correr atrás do equatorianos e se desgastar ainda mais.

FICHA TÉCNICA:

LDU 1 x 2 SANTOS

Competição: Copa Libertadores da América, ida das oitavas de final
Data: 24/11/2020 (terça-feira)
Horário: 19h15 (de Brasília)
Local: estádio Casablanca, em Quito, no Equador
Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)
Assistentes: Ezequiel Brailovsky e JulioFernandez (ARG)
VAR: Mauro Vigliano (ARG)
Amarelos: Luiz Felipe, Wagner Leonardo, Soteldo e Felipe Jonatan; Vega, Aguirre, Ordoñez e Alcivar
Gols: Soteldo, aos 7 minutos do primeiro tempo, e Marinho, aos 13 do segundo tempo; Julio, aos 47 do primeiro tempo

LDU: Gabbarini; Perlaza (Zunino), KuntyCaicedo, Ordoñez e Cruz (Ayala); Vega (Caicedo), Alcivar e Quinteros (Aguirre); Billy Arce, Jhojan Julio e Cristian Martinez Borja. Técnico: Pablo Repetto

SANTOS: John; Pará, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Felipe Jonatan (Lucas Braga); Alison, Diego Pituca e Jean Mota (Wagner Leonardo); Marinho (Lucas Lourenço), Soteldo (Vinicius Balieiro) e Kaio Jorge. Técnico interino: Marcelo Fernandes.