Esportes

Roland Garros | Nadal mostra evolução, perde só 4 games e vai à 3ª rodada em Paris

Roland Garros | Nadal mostra evolução, perde só 4 games e vai à 3ª rodada em Paris

De um lado, o duodecacampeão (12 vezes) Rafael Nadal. Do outro, o americano Mackenzie McDonald, 25 anos, número 236 do mundo, dono de apenas uma vitória na carreira em Roland Garros. O favoritismo era óbvio, e o resultado não foi distante do esperado. Mostrando um tênis ainda melhor do que na primeira rodada, o espanhol fez 6/1, 6/0 e 6/3 nesta quarta-feira e conquistou um lugar na terceira rodada do torneio parisiense.

Rafa agora está a cinco vitórias de igualar o recorde de Roger Federer, maior campeão de slams em simples na história do tênis masculino. Se conquistar Roland Garros mais uma vez, Nadal, dono de 19 títulos em torneios deste porte, alcançará a marca do suíço, que tem 20 conquistas. O próximo adversário do espanhol em Paris será o vencedor do jogo entre o japonês Kei Nishikori (#35) e o italiano Stefao Travaglia (#74).

Outra boa notícia para Nadal nesta quarta foi a derrota do americano John Isner (#23), que foi superado por seu compatriota Sebastian Korda, que veio do qualifying. O jovem de 20 anos, #213 do mundo e filho de Petr Korda, que foi número 2 do planeta, aplicou 6/4, 6/4, 2/6 e 6/4. Sem Isner na chave, Rafa pode avançar até as quartas de final sem precisar encarar um cabeça de chave.

Como aconteceu

McDonald, que foi número 57 do mundo no ano passado e despencou no ranking por causa de uma séria lesão (ele disputa Roland Garros graças a um ranking protegido, benefício dado a quem se afasta do circuito pro problemas físicos), não conseguiu equilibrar o duelo em momento algum. Nem seu primeiro serviço foi muito incômodo ao veterano, que venceu 60% dos pontos com a devolução no primeiro set, anotando quebras no quarto e no sexto games.

A segunda parcial foi ainda mais tranquila para o número 2 do mundo. McDonald passou a encaixar mais primeiros serviços, mas quase não ganhou pontos rápidos com o fundamento. Sem a potência necessária para tomar o controle dos ralis, o americano ficou sem saída e terminou o segundo set com apenas 1 winner. Nadal, que venceu admiráveis 72% dos pontos com a devolução, fez 6/0 com sete winners e nove erros não forçados. No terceiro set, anotou mais uma quebra já no terceiro game e, depois, apenas gerenciou a vantagem.

É preciso dizer, ainda, que o 12-vezes-campeão jogou ainda melhor do que na primeira rodada. Conseguiu bom aproveitamento de primeiro serviço (mais de 70% durante a maior parte do jogo), errou pouco e manteve bolas mais fundas do que na partida anterior, contra o bielorrusso Egor Gerasimov. E, com uma chave pouco espinhosa até as quartas de final, o esperado é que Nadal consiga afiar seu tênis e chegar muito forte às rodadas decisivas do torneio.

Torne-se um apoiador do blog e tenha acesso a conteúdo exclusivo (posts, podcasts e newsletters semanais) e promoções imperdíveis.

Acompanhe o Saque e Voleio no Twitter, no Facebook e no Instagram.