Esportes

Reportagem: Rafael Reis - Técnico sensação da Libertadores já se prepara para trabalhar no Brasil

O técnico do Barcelona de Guayaquil, Fabián Bustos, tem dois desejos para os confrontos contra o Flamengo, marcados para as quartas-feiras desta e da próxima semana, pelas semifinais da Copa da Libertadores da América.

O primeiro, é mais que óbvio: surpreender o atual bicampeão brasileiro e colocar a equipe equatoriana pela terceira vez na história na decisão do torneio interclubes mais importante do futebol continental.

Mas, além de lutar pela vaga na decisão, o argentino de 52 anos pretende utilizar o mata-mata contra Gabigol, Arrascaeta e as outras estrelas que vestem rubro-negro como uma vitrine do seu trabalho.

Bustos, o treinador sensação da Libertadores-2021 e o homem por trás do único time não-brasileiro ainda vivo na competição, quer porque quer vir trabalhar no futebol pentacampeão mundial. E não faz questão nenhuma de esconder que esse é o seu objetivo.

"O nosso desejo é sempre continuar evoluindo. Estamos em uma fase muito boa já há três anos aqui no Equador. E, evidentemente, queremos o que há de melhor no mercado para nós. Já tivemos possibilidades em outros países, mas o mercado mais importante do continente é o Brasil", afirmou, em entrevista exclusiva por telefone ao "Blog do Rafael Reis".

O desejo de Bustos de migrar para o futebol tupiniquim não é algo só da boca para fora. O argentino tem trabalhado duro para cavar uma vaguinha por aqui e até contratou uma equipe de empresários brasileiros, liderados pelo ex-zagueiro Gélson Baresi, para auxiliá-lo nessa missão.

Cabe a esse estafe a missão de tornar o treinador do Barcelona mais conhecido no nosso mercado e também de apresentar seu nome a dirigentes de clubes que estejam interessados em contatar um comandante estrangeiro (fenômeno cada vez mais comum na Série A, onde 30% dos times estão nas mãos de gringos).

Apesar de ter nascido na Argentina, Bustos construiu toda sua carreira de técnico no Equador. Ele chegou ao país em 2000, para jogar como meio-campista no Deportivo Quito e fincou raízes por lá. Em 2009, três anos depois da aposentadoria, estreou na função à frente do pouco expressivo Manta.

Depois, passou quase uma década rodando por equipes pequenas e colhendo resultados não muito animadores. Até que em 2018, foi contratado pela segunda vez pelo Delfín. E aí, tudo se transformou.

Na primeira temporada, conseguiu a classificação para a Copa Sul-Americana. Na segunda, levou o clube ao seu primeiro título equatoriano. No ano passado, transferiu-se para o Barcelona e faturou mais um título nacional. Já em 2021, tem priorizado a Libertadores. Mesmo assim, tem se mantido na parte de cima da tabela do campeonato nacional.

No torneio continental, o clube de Guayaquil vem fazendo uma campanha exemplar mesmo tendo enfrentado um caminho dos mais difíceis. Primeiro, classificou-se como primeiro colocado em um grupo que tinha Boca Juniors e Santos. Depois, eliminou um argentino (Vélez Sarsfield) nas oitavas de final e um brasileiro (Fluminense) nas quartas.

A não ser que o Barcelona, vice em 1990 e 1998, desbanque o Flamengo, a Libertadores terá pelo segundo ano consecutivo uma final 100% brasileira, já que a outra semi reúne Palmeiras e Atlético-MG.

O país pentacampeão mundial vem dominando o torneio sul-americano nas últimas temporadas. São três títulos nas quatro edições mais recentes: Grêmio (2017), Fla (2019) e Palmeiras (2020, em decisão nacional contra o Santos). Só os argentinos do River Plate (2018) conseguiram interromper essa série hegemônica.

O próximo campeão continental será conhecido em 27 de novembro. Desta vez, a final está marcada para o estádio Centenário, em Montevidéu, capital do Uruguai O detentor da taça poderá disputar o Mundial de Clubes, que ainda não tem uma sede definida depois que o Japão desistiu da organização.

Semifinais da Libertadores

Amanhã, 21h30 - Palmeiras x Atlético-MG, no Allianz Parque, São Paulo (SP)
Quarta-feira, 21h30 - Flamengo x Barcelona, no Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
28/09, às 21h30 - Atlético-MG x Palmeiras, no Mineirão, Belo Horizonte (MG)
29/09 - Barcelona x Flamengo, no Monumental, em Guayaquil (EQU)