Esportes

Renato cita dever cumprido no Fla e vê final sem favorito: "Fizemos tudo"

Classificação e Jogos

Na véspera da decisão da Copa Libertadores, o técnico Renato Gaúcho e o meia Everton Ribeiro concederam entrevista no Centenário, estádio que recebe o encontro de amanhã (27) entre Flamengo e Palmeiras, às 17h.

O treinador repetiu diversas vezes o discurso de que está com a consciência tranquila com o trabalho realizado até a decisão. O rubro-negro mencionou estar tranquilo e com o coração em dia.

"Sentimento de mais um sonho de Libertadores, mais um sonho realizado. Estou tendo esse privilegio, isso é para poucos treinadores. É um sentimento de dever cumprido, de estar à frente de um grupo e um clube maravilhoso", disse ele, que acrescentou:

"Quanto ao futebol que será, espero que o Flamengo consiga o tricampeonato. Sabemos que o rival é muito forte, mas fizemos tudo que podíamos. Vai ser uma partida bem disputada, as equipes jogam em busca do gol. Vamos ter uma partida com muitas emoções. Eu não vejo favorito. São duas grandes equipes, muitos jogadores a nível de seleção, são os dois últimos campeões. Não tem favorito".

O meia também destacou o bom ambiente vivido após momentos de turbulência na Gávea. "A gente chega confiante. Passamos por altos e baixos, mas chegamos com a confiança lá em cima e sabendo o que fazer em campo. Espero que a gente possa realizar mais esse sonho", afirmou o jogador.

Após quebrar o tabu de 38 anos sem o título do torneio, o rubro-negro não escondeu que o grupo chega mais tranquilo em Montevidéu. Após a pressão vivida pela taça em Lima, Everton vê a experiência como positiva:

"Acredito que a equipe se encontra mais experiente, é importante você entrar já conhecendo o jogo e sabendo o que pode acontecer. A gente está muito forte pra essa final. Vai ser um grande jogo, estamos preparados".

Após a sabatina, o elenco rubro-negro fez o reconhecimento do gramado do estádio uruguaio. A Conmebol bancou uma reforma no local e promoveu melhorias no campo e no sistema de iluminação.