Esportes

Ricardo Rocha: Santos chegaria mais embalado se a final fosse perto da semi

Classificação e Jogos

Quatro dias antes de jogarem a decisão da Libertadores, Palmeiras e Santos fizeram jogos com seus times reservas pelo Campeonato Brasileiro no empate do Alviverde em 1 a 1 com Vasco e na derrota do Alvinegro por 2 a 0 para o Atlético-MG, enquanto seus principais jogadores estão em preparação para a final. O Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte — com Isabella Ayami, Ricardo Rocha, Alicia Klein e Danilo Lavieri —, analisa o que os times fizeram nos jogos prévios e principalmente o que se pode esperar do jogo de sábado (30), no Maracanã.

Para Ricardo Rocha, é muito difícil apontar uma equipe como favorita, considerando que o Palmeiras leva vantagem em relação ao elenco, ao mesmo tempo em que o Santos tem a questão psicológica fortalecida por ter vencido adversários mais difíceis. Em sua opinião, o Peixe chegaria mais embalado para o jogo, caso a final ocorresse logo na sequência da semifinal na qual derrotou o Boca Juniors por 3 a 0, na Vila Belmiro, enquanto o time palmeirense se segurou com o 2 a 0 para o River Plate após ter vencido na Argentina.

"O Santos chega com moral muito alta porque eliminou equipes muito fortes dentro da competição, Grêmio, LDU, então, o Santos não se classificou ganhando de qualquer time. O Palmeiras teve uma sequência melhor, a não ser o River, mas também com méritos, porque foi o primeiro geral. O Palmeiras fez a sua parte", afirma o ex-zagueiro.

"Se acaba [a semifinal] da Libertadores e você encaixa já uma final, o Santos chegaria muito mais embalado. Chegaria porque eliminou equipes muito fortes, o Santos criou uma casca muito grande com a eliminação desses grandes clubes, então, o Santos tem um time fortíssimo", completa.

Rocha afirma que, em uma decisão de título, o Palmeiras poderia levar melhor por contar com um elenco superior. Mesmo a perda de gols nos últimos jogos, pode ser superada ao entrar para uma final, porém, o ex-jogador ressalta que o fato de ser jogo único acaba deixando tudo em equilíbrio.

"O Palmeiras é um dos melhores elencos do futebol brasileiro, a gente sempre falou isso, e essa qualidade, às vezes, numa final, muda. Só que é um jogo, não são dois jogos, é um jogo só e, em uma noite infeliz, você pode jogar isso tudo a perder. Eu acho que é um jogo difícil. Não dá para dar um prognóstico porque o Santos, com essa garotada, vem pisando forte, e o Palmeiras vem perdendo gols, mas é final, o Palmeiras é um time cascudo", afirma o comentarista.

"Vai ser um belo jogo, são duas equipes com qualidade técnica muito boa, têm demonstrado isso nos campeonatos que têm participado, então, hoje, quem ganha? Pela qualidade técnica, o Palmeiras. Agora, por tudo o que se construiu, o Santos também poderia ganhar. Não dá para dizer hoje quem vai ganhar, é uma decisão muito difícil, tudo pode acontecer", conclui.