Esportes

PSG vai bancar seguranças na frente das casas dos jogadores, diz jornal

O PSG vai bancar melhorias no sistema de segurança nas casas dos jogadores do clube. A informação é do jornal L'Équipe.

De acordo com a publicação, a maioria dos atletas vive em casas já equipadas com câmeras de segurança e alarmes. Agora, o PSG colocará um ou mais seguranças 24 horas por dia na frente de cada residência.

O time francês tomou a decisão após as invasões às casas do meia argentino Ángel Di María e dos pais do zagueiro brasileiro Marquinhos. Os dois episódios ocorreram ontem durante a partida entre PSG e Nantes, pelo Campeonato Francês.

Havia pessoas dentro da residência de Di María e, segundo informação do clube de Paris, o episódio foi um "sequestro com violência". O jornal Le Parisien publicou que a invasão à casa do argentino resultou em prejuízo de 500 mil euros (cerca de R$ 3,3 milhões).

Já o pai de Marquinhos, Marcos Barros Corrêa, foi feito refém dentro de sua casa em uma cidade próxima a Paris. Marcos foi usado para que os invasores pudessem roubar uma joia, o que demorou cerca de 40 minutos. Enquanto isso, suas duas filhas, de 13 e 16 anos, foram presas em um quarto da casa.