Esportes

Perrone - Mancini pede para Vital pisar na área em vez de driblar no meio. Deu certo

Quando chegou ao Corinthians, em outubro do ano passado, Vagner Mancini comentou com membros de sua comissão técnica e com a diretoria que não entendia como um jogador com o potencial de Mateus Vital não rendia o que podia. Disse, então, que abraçaria o meia com o objetivo de ajudá-lo a evoluir.

Hoje, cerca de três meses depois, o treinador vê os frutos desse "abraço". Nesta quinta (21), na vitória por 3 a 0 sobre o Sport, Vital fez seu terceiro gol em quatro jogos. Os outros foram contra Fluminense e Botafogo.

O blog apurou que uma das primeiras ações de Mancini para tentar resgatar o jogador foi pedir para que ele fosse um meia que entrasse mais na área e finalizasse em vez de ficar a maior parte do tempo no meio-campo dando dribles longe do gol.

As conversas entre ambos são constantes. No clube, há quem entenda que a melhora tenha muito a ver com os papos do treinador com o jogador, sem gritos e buscando fortalecer o atleta emocionalmente.

Treinos extras de finalização também foram fundamentais para esse resgate, como mostrou o UOL esporte.

Contra o Sport, Vital fez sete finalizações, segundo o site SofaScore. Seis delas foram no alvo. Nenhum corintiano finalizou tanto no jogo. O meia, que participou da jogada do primeiro gol, feito por Gustavo Mosquito, também tentou três dribles e acertou todos. O gol de Vital saiu de um chute da entrada da área, na região do campo em que Mancini pediu para ele aparecer mais.