Esportes

Palmeiras faz três gols em cinco minutos, vence o Ceará e encaminha vaga

Palmeiras faz três gols em cinco minutos, vence o Ceará e encaminha vaga
Classificação e Jogos

O Palmeiras deu hoje (11) um grande passo rumo à semifinal da Copa do Brasil ao vencer o Ceará por 3 a 0, no Allianz Parque, na partida de ida das quartas de final. Gustavo Scarpa, Raphael Veiga e Gabriel Veron fizeram os gols do Verdão em um intervalo de cinco minutos.

Com o resultado, o Palmeiras pode perder até por dois gols de diferença no reencontro, quarta que vem (18), na Arena Castelão, que ainda assim passará de fase. O Vozão precisa de um triunfo por três gols de diferença para levar a decisão do confronto aos pênaltis.

Já com dez desfalques (Weverton, Gabriel Menino, Gustavo Gómez, Luan, Viña, Esteves, Felipe Melo, Wesley, Luiz Adriano e Luan Silva), o Verdão terá mais uma ausência na volta: o técnico Abel Ferreira, expulso no segundo tempo. Zé Rafael saiu com dores no pé direito e pode ser outro problema. O Vozão também teve problemas: eram sete ausências, entre elas de Vina, atacante que é destaque em 2020.

OS MELHORES: SCARPA E VERON INFERNIZAM NA ESQUERDA

Sem Viña, convocado, nem Esteves, em transição entre a parte física e técnica, Gustavo Scarpa foi improvisado na lateral esquerda e teve atuação destacada. Com a bola, o camisa 14 jogou praticamente como um ponta e tornou-se uma das principais opções ofensivas no jogo. Foi dele, inclusive, o gol que abriu o placar em um chute forte cruzado. Veron fez dupla com ele no seu lado e acabou com um um belo gol e uma assistência.

O PIOR: EDUARDO VAI MAL NO VOZÃO

O lateral direito do Ceará teve uma tarde com muitas dificuldades. Além de não conseguir atacar, sofreu para segurar tanto Scarpa quanto Veron. Ele perdeu a maioria dos duelos que teve na defesa, e teve seu setor explorado pelo Palmeiras durante todo o confronto.

PRASS SOFRE NA VOLTA PARA 'CASA'

Segundo jogador com mais partidas pelo Palmeiras no Allianz Parque (86), Fernando Prass sofreu na volta à sua antiga casa. Ídolo do clube, o goleiro do Ceará teve o mosaico feito em sua homenagem pendurado para o jogo, mas ele não conseguiu evitar a avalanche de gols do Verdão no primeiro tempo. A relação dele e do clube ganhou contornos especiais justamente na Copa do Brasil, de 2015, quando fez o gol do título contra o Santos, de pênalti.

ATUAÇÃO DO PALMEIRAS

O Verdão teve o controle da partida durante todo o tempo, mesmo quando movia bem a bola, mas não conseguia finalizar. O grande mérito do time de Abel Ferreira foi estar sempre bem organizado e aproveitar quando o adversário vacilou. Com uma marcação agressiva, o Palmeiras fez os três gols em sequência e passou a controlar o restante da partida. Mesmo bastante desfalcada, a equipe teve postura elogiável.

ATUAÇÃO DO CEARÁ

Depois de um primeiro tempo muito apático e totalmente dominado pelo Palmeiras, Guto Ferreira voltou do intervalo com quatro substituições. A equipe jogou melhor no segundo tempo e teve até chances para descontar, mas pagou pelo começo em que nem conseguiu criar nem soube se livrar da pressão palmeirense.

CRONOLOGIA DO JOGO

O Palmeiras resolveu o confronto ainda no primeiro tempo, com os gols de Gustavo Scarpa, aos 34 minutos, Raphael Veiga, aos 37, e Gabriel Veron, aos 39. O time até poderia ter feito o quarto logo aos três da etapa final, mas Willian isolou uma oportunidade cara a cara com Fernando Prass. O Ceará sonhou com o desconto aos 38 do segundo tempo, quando o árbitro chegou a marcar pênalti de Renan em Leandro Carvalho. Após análise do VAR, porém, a decisão foi revertida. Durante a avaliação do vídeo, porém, o técnico Abel Ferreira falou algo que desagradou o juiz Bráulio da Silva Machado e foi expulso.

REFORÇO DESEMBARCA E JÁ ESTREIA

Alan Empereur chegou ao Brasil na noite de ontem (10) e já teve de estrear. Diante dos desfalques, Abel não tinha zagueiros entre os suplentes, e por isso relacionou o novo camisa 33 e Benjamín Kuscevic, que fez na terça seu primeiro treino com o grupo. Como Alan vinha atuando no Hellas Verona (ITA), o português colocou o defensor na etapa final, mesmo recém-chegado.

FICHA TÉCNICA:
PALMEIRAS 3 x 0 CEARÁ

Local: Allianz Parque, em São Paulo
Data: 11 de novembro de 2020, quarta-feira
Horário: 16h30
Árbitro: Braúlio da Silva Machado (Fifa-SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Helton Nunes (SC)
VAR: Héber Roberto Lopes (SC)
Cartões amarelos: Emerson Santos, Renan (PAL); Tiago, Fabinho (CEA)
Cartão vermelho: Abel Ferreira (PAL)

GOLS: Gustavo Scarpa, aos 34 minutos do primeiro tempo (1-0); Raphael Veiga, aos 37 minutos do primeiro tempo (2-0); Gabriel Veron, aos 39 minutos do primeiro tempo (3-0);

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha, Emerson Santos, Renan e Gustavo Scarpa; Danilo, Zé Rafael (Patrick de Paula) e Raphael Veiga (Rony); Lucas Lima (Alan Empereur), Gabriel Veron (Gabriel Silva) e Willian (Mayke). Técnico: Abel Ferreira

CEARÁ: Fernando Prass; Eduardo (Samuel Xavier), Luiz Otávio, Tiago e Bruno Pacheco; Charles (Wescley), Fabinho e Felipe Silva (Leandro Carvalho); Fernando Sobral, Léo Chú (Lima) e Rafael Sobis (Felipe Vizeu). Técnico: Guto Ferreira