Esportes

Palmeiras busca 3º título para se provar como 'rei de mata-matas' do Brasil

Palmeiras busca 3º título para se provar como 'rei de mata-matas' do Brasil
Classificação e Jogos

O Palmeiras recebe o Grêmio hoje (7), às 18h, no Allianz Parque, e depende de um empate para conquistar o tetracampeonato da Copa do Brasil. Caso confirme a vantagem obtida na ida, quando venceu na Arena Grêmio por 1 a 0, o Verdão chegará ao seu terceiro título na temporada e comprovará a força em mata-matas no continente.

Em 20 jogos eliminatórios entre 2020 e 2021, o Palmeiras tem 12 vitórias, seis empates e duas derrotas. No Paulista (duas vitórias e dois empates) e na Copa Libertadores (cinco vitórias, um empate e uma derrota), terminou com a taça.

Para chegar à terceira, o time de Abel Ferreira também conta com o retrospecto, já que está invicto na Copa do Brasil (cinco vitórias e dois empates). Diferentemente da Libertadores, o gol fora de casa não é considerado critério de desempate.

Ter uma equipe mais copeira era um desejo antigo no Palmeiras, que mesmo com elencos mais reforçados teve dificuldades em mata-matas. Entre a Copa do Brasil de 2015 e o Paulistão de 2020, o Verdão conquistou os Brasileiros de 2016 e 2018, mas disputados em pontos corridos.

O clube atingiu o sonho com um elenco com mais jogadores da base e contratações pouco badaladas —o principal nome no mercado da bola foi Rony. O Mundial de Clubes é o único ponto negativo deste grupo. Nos dois jogos que disputou no Qatar, o Palmeiras perdeu para o Tigres (MEX) no tempo normal e nos pênaltis com o Al-Ahly (EGI), após empate em 0 a 0 no tempo normal.

Para Abel Ferreira, a campanha ruim no Mundial traz ao elenco mais bagagem, assim como as conquistas do Estadual e da Libertadores. Caso consiga o título da Copa do Brasil, o Verdão terá sua primeira temporada com três taças desde 1993, quando levantou as taças do Paulista, do Rio-São Paulo e do Brasileirão.

"O que eu sei é o que o Palmeiras tem de fazer. Temos de entrar e pressionar o adversário, procurar fazer gols, com uma equipe unida e competitiva sem a bola e com ela ter calma, tranquilidade para, na primeira fase da construção, com ou sem pressão, encontrar os caminhos. Mas tem um rival competente, que vai jogar para vencer. Sei como temos de jogar com e sem bola", afirmou Abel Ferreira.

"É o que espero que façam, com a cabeça tranquila, focados, em casa, no Allianz, jogar com intensidade, em unidade, para chegarmos ao fim do jogo com nossa intenção desde o primeiro dia. Estamos aqui por mérito, fruto de um trabalho coletivo, e temos de aproveitar a oportunidade para ganhar mais um título neste ano", completou.