Esportes

Opinião: RMP: Apostaria em Dorival Júnior no Corinthians, Renato precisa de jogador

O Corinthians está em busca de um novo treinador e o UOL News Esporte, com Domitila Becker, fez uma enquete hoje sobre quem deveria ser o substituto de Vagner Mancini, citando os nomes de Dorival Junior, Lisca, Sylvinho e Renato Gaúcho, que foi o mais votado. Mas para Renato Maurício Prado, Dorival Júnior seria um nome melhor para o clube alvinegro.

O jornalista afirma que Renato Gaúcho precisaria de reforços para fazer um bom trabalho, ainda que tenha o histórico de revelar jogadores das categorias de base e conseguir recuperar jogadores mais experientes durante sua passagem pelo Grêmio.

"Desses quatro aí que nós pusemos na pesquisa, eu apostaria no Dorival Júnior, porque o Renato Gaúcho é um técnico que realmente precisa ter bom jogador. Ele revela da base, é verdade, ele recupera, mas ele precisa ter bons jogadores na mão", diz Renato Maurício Prado.

"Renato Gaúcho é um técnico que nesse momento só tem interesse, pelo menos pelo que eu conheço e pelo que eu tenho visto nas entrevistas dele, ele só tem interesse em clubes que possam levá-lo a conquistar novos títulos, o que decididamente não é o caso do Corinthians hoje. Se o Renato for para o Corinthians, ele sabe que esse ano ele não vai ganhar nada, ele pode até começar um trabalho de reconstrução, buscar garotos na base, tentar recuperar, mas isso aí para a próxima temporada. Com esse elenco que o Corinthians tem, ele não vai ganhar rigorosamente nada esse ano", completa.

Renato afirma que mesmo a base do Corinthians não tem nomes que se destaquem como em outros anos e o próximo técnico do clube precisa ter a consciência de que não poderá encarar os principais rivais de igual para igual, precaução que considera que faltou a Vagner Mancini.

"O elenco do Corinthians é muito ruim, eu acho que a situação ali é muito complicada, inclusive porque a garotada da base, que está subindo, você não vê ninguém ali que diga 'esse aqui vai dar jogador', o Corinthians está mal entre os profissionais e entre a base. Eu acho, com toda sinceridade, uma fria. E outra coisa, o técnico que assumir o Corinthians vai ter que ter a sensibilidade de perceber que não dá para fazer um jogo propositivo, fazer um jogo de toques leves, com esse time aí não dá", diz Renato.

"Tem que ser um técnico com a cabeça muito realista, não dá para pensar grande com esse time do Corinthians, então vamos organizar, vamos fechar a casinha, como gosta de dizer o Abel Braga, e depois a gente começa a especular aqui e ali em termos de ataque. Não dá para jogar de igual para igual, com esse time do Corinthians, com nenhum dos grandes times do Brasil hoje em dia e eu acho que o Dorival tem um perfil mais sensato para fazer isso", conclui.