Esportes

O dia em que Renato Gaúcho foi desafiado por Vinícius Pacheco, 'o craque'

Durante uma de suas passagens pelo comando técnico do Grêmio, Renato Gaúcho distribuía broncas em seus jogadores no intervalo de um jogo contra o Liverpool do Uruguai pela fase preliminar da Copa Libertadores de 2011. Foi aí que se viu confrontado por Vinícius Pacheco, que havia saído do banco de reservas ainda no primeiro tempo e passaria a ser chamado de "O Craque" dentro do vestiário a partir de então.

Em entrevista a Mauro Cezar Pereira no programa Dividida, do Canal UOL, o ex-assessor de imprensa do Grêmio, João Paulo Fontoura, o JP, conta que, após a bronca Renato, viu o jogador revelado pelo Flamengo dar uma resposta ainda mais impactante dentro de campo, levando o time à vitória, aos 21 anos. Eram tempos de investimentos mais modestos no elenco, que lidava com a constante pressão da torcida.

"Os jogadores ficam todos sentados, na época do Olímpico eram aquelas cadeiras de trás, espreguiçadeiras, o jogador vai ali, baixa a meia, alguns trocam o uniforme e ficam aguardando aqueles cinco, seis minutos em que o treinador vem e passa alguma orientação. O Renato chegou com o apito que é característico dele, girando no dedo, na maioria dos técnicos, e começou a cobrar um por um. 'Você é craque?' 'Você é craque?' Ninguém olhava. Tomando uma dura, o jogador baixa a cabeça", conta JP.

"Quando chegou a vez do Vinicius Pacheco, o Vinicius falou: 'eu sou'. E aí eu lembro os jogadores: 'nossa, agora?'. E o Renato também fez uma cara de impactado e se sentiu cutucado, e o Renato adora esse tipo de coisa, aí devolveu para ele, 'ah, tu é craque? Então faz o seguinte, vai lá e resolve o jogo para mim'. E acabou ali a orientação. Foi 3 a 1 para o Grêmio, com dois gols do Vinicius Pacheco", conclui.

Natural de São Gonçalo-RJ e revelado pelo Flamengo, Pacheco, hoje aos 36 anos. defendeu diversos clubes no país e no exterior, sem se firmar.

O Dividida vai ao ar às quintas-feiras, às 14h, sempre com transmissão em vídeo pela home do UOL e no canal do UOL Esporte no Youtube. Você também pode ouvir o Dividida no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e Amazon Music.