Esportes

Miguel Ramírez mantém compromisso com Inter e esfria interesse do São Paulo

Miguel Ramírez mantém compromisso com Inter e esfria interesse do São Paulo
Classificação e Jogos

Nome predileto do São Paulo para o cargo deixado por Fernando Diniz, Miguel Ángel Ramírez manterá a palavra ao Internacional. O técnico, que tem um acordo verbal com o presidente Alessandro Barcellos, já informou aos paulistas que cumprirá o combinado. Em caso de desistência dos gaúchos, contudo, aceitaria conversar com eventuais interessados.

O UOL Esporte consultou pessoas ligadas ao treinador espanhol, que está livre no mercado da bola desde a saída do Independiente del Valle, do Equador, no fim do ano passado, e apurou que não há o interesse do técnico em desfazer o que foi apalavrado com o Inter. Ele mantém o acordo verbal e espera iniciar o trabalho no Beira-Rio a partir de março, quando se dará início à nova temporada do futebol brasileiro.

Miguel Ángel Ramírez era visto nos bastidores do Morumbi como o nome predileto para o cargo de técnico. Desde agosto passado, antes mesmo de ser eleito como novo presidente do clube, Julio Casares mantinha contato com o espanhol. A sua intenção era colocá-lo na vaga de Fernando Diniz após confirmação de vitória no pleito. Entretanto, já à época, ele sabia do acordo verbal entre o comandante europeu e o Inter.

Fiel ao acordo verbal para assumir o Colorado a partir do próximo mês, o técnico estrangeiro vê Abel Braga fazer um bom trabalho e conquistar apoiadores nos bastidores do Beira-Rio.

Abel tem vínculo com o Inter até o final do Brasileirão, que se encerra na última semana de fevereiro. Pode chegar lá como o campeão nacional. Enquanto isso, Ramírez segue em seu país.

Apesar da distância, Miguel Ángel Ramírez e Internacional continuam conversando, segundo apurou o UOL Esporte. O clube gaúcho não admite publicamente, em exercício de blindagem ao time e ao trabalho de Abel Braga.

Na virada do ano, a diretoria eleita fechou uma espécie de pacto com o técnico campeão mundial em 2006: fugiria do assunto nos microfones e daria estabilidade para a reta final do Brasileirão.

Mas, sim, integrantes da diretoria colorada trocam mensagens com Ramírez sobre eventuais planos para 2021. Os papos ocorreram mesmo depois do início da atual série de nove vitórias e o consequente primeiro lugar na tabela de classificação. Um dos tópicos das conversas foi planos para jovens da base no Campeonato Gaúcho e eventuais ações para contratar reforços.

O UOL Esporte já publicou que Miguel Ángel Ramírez acertou termos de contrato por dois anos com o Inter e com aval para trazer três novos integrantes de comissão técnica. O técnico prometeu, também, ajudar nos planos de construção do CT de Guaíba, na grande Porto Alegre.

Ramírez está livre no mercado da bola desde dezembro, quando deixou o Independiente Del Valle, do Equador. O Inter chegou a cogitar manter o treinador no Brasil, fora dos holofotes e em período de reconhecimento do país e estudo do clube, mas a ideia não prosperou.

Segundo fontes ouvidas pela reportagem, Inter e Ramírez seguem apalavrados. Mas com a boa fase do time, a sucessão de Abel Braga perdeu força nas conversas do dia a dia. O treinador, aliás, recebeu sondagem do Al-Nasr, dos Emirados Árabes Unidos.