Esportes

Mauro Cezar Pereira - Fla venceu outra. Vasco não para de perder. Corinthians encontra alguma paz

Noite de futebol no Rio de Janeiro com partidas por duas competições. Os gols de Thuller e Lincoln, no Maracanã, ainda primeiro tempo, encaminharam a vitória do Flamengo (3 a 1) sobre o Junior Barranquilla e a liderança do grupo, avançando ao mata-mata da Libertadores, com o Independiente Del Valle em segundo lugar. Reação corintiana e mais uma etapa da sequência desastrosa dos vascaínos, com vitória paulista em São Januário, 2 a 1.

Os rubro-negros, já classificados, foram a campo com um time bem alterado para duelar com a equipe colombiana. Valendo três pontos no Brasileirão, o time paulista, ferido pelos 5 a 1 sofridos justamente diante dos flamenguistas, tiveram pela frente um time cruzmaltino pela primeira vez comandado pelo técnico português Ricardo Sá Pinto, que perdeu Germán Cano no aquecimento. O argentino estava escalado, mas sentiu dores na coxa e Ribamar foi para o jogo.

Lance do duelo entre Vasco e Corinthians, em São Januário, pelo Brasileirão - Thiago Ribeiro/AGIF - Thiago Ribeiro/AGIF
Vasco perdeu mais uma: Corinthians 2 a 1
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Mesmo com um time bem desfalcado e mirando o confronto pela Série A com o Internacional, domingo, em Porto Alegre, o Flamengo se impôs desde o início. Com um pé na Copa Sul-americana, para onde vão os terceiros colocados na fase de grupos de Libertadores, o time colombiano não foi páreo em momento algum. Mesmo descontando no segundo tempo com o polêmico Teófilo Gutierrez e levando o terceiro, de Bruno Henrique, logo em seguida.

No cotejo pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians teve gol anulado, tentativa de pressão do Vasco, mais desordenada do que bem tramada, e empate com belo gol de Ribamar, um tanto quanto na marra, depois de acertar o travessão. A dez minutos do fim, Luan, um coadjuvante com diferentes treinadores no atual Corinthians, foi a campo na equipe hoje dirigida por Vágner Mancini. Mas o time carioca pressionava pela virada. Só que ela não veio, e Everaldo, no finalzinho, repetiu o feito da vitória sobre o Athletico e deu três pontos ao vice-campeão paulista.

No Maracanã, Domènec Torrent lançou até o jovem Lázaro no segundo tempo, fez experiências e poupou seus mais importantes e desgastados jogadores para o duelo contra o Inter. Sim, enquanto os rubro-negros se davam ao luxo de preservar atletas na Libertadores e, ainda assim, fechar o grupo em primeiro, o Vasco chegava ao nono jogo sem vitória e à sétima derrota na série, a quinta seguida. O time está na 16ª colocação, fronteira da zona de rebaixamento. Em 10º, o Corinthians conquista paz depois da humilhante derrota por 5 a 1 sofrida diante do Flamengo.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube