Esportes

Mais Copa do Brasil | Fluminense perde de virada por 2 a 1 para o Bragantino, mas avança

Mais Copa do Brasil | Fluminense perde de virada por 2 a 1 para o Bragantino, mas avança

O Fluminense está nas oitavas de final da Copa do Brasil. A equipe perdeu para Red Bull Bragantino por 2 a 1, de virada, na noite de hoje (9), em Bragança Paulista, mas avançou na competição. O placar foi construído com gols de Nenê, para o time das Laranjeiras, e Hurtado, duas vezes, para os donos da casa.

Vale lembrar que a classificação aconteceu porque no primeiro duelo, no Maracanã, os comandados de Roger Machado venceram por 2 a 0. O adversário da próxima fase será definido em sorteio.

Fluminense e Red Bull Bragantino voltam a se enfrentar no domingo (13), novamente no Nabi Abi Chedid, desta vez pelo Campeonato Brasileiro.

Desfalques olímpicos

Assim como no primeiro duelo, os dois times tiveram desfalques de jogadores que estavam com a seleção olímpica. No lado do Red Bull Bragantino, o goleiro Cleiton e o meia Claudinho. No Flu, o zagueiro Nino.

Correria

Os minutos iniciais da partida foram corridos, mas sem chances muito claras de gol. Em desvantagem, o Red Bull Bragantino tentou ganhar campo no começo, com uma transição rápida, e assustou em chute de Artur. O Fluminense, por sua vez, apostava em uma defesa bem postada e saídas com Gabriel Teixeira e Caio Paulista.

Diferentes

Apesar de a posse de bola dos dois times se mostrarem similares na etapa inicial, a equipe da casa tinha uma presença maior no campo de ataque e tentava construir "no chão", enquanto o Tricolor tinha mais ligações diretas.

Por outro lado, foram do Flu as oportunidades que tiraram o "uuhh" da torcida. Primeiramente, com Gabriel Teixeira, que apareceu nas costas da defesa após cobrança de escanteio, e depois com Martinelli, que roubou a bola, avançou e bateu colocado.

Reclamação e grande defesa

Nos acréscimos do primeiro tempo, os jogadores do Massa Bruta reclamaram de um lance que consideraram pênalti de Martinelli em cima de Lucas Evangelista. O árbitro mandou seguir e, na continuidade, Jadsom finalizou para Marcos Felipe voar e fazer bela defesa.

Golaço do 'vovô'

Na volta do intervalo, o jogo mudou pouco o panorama. Enquanto o Bragantino tentava empurrar o Flu para o campo de defesa, a equipe carioca buscava as saídas em velocidade. Em uma dessas escapas, Caio Paulista acionou Gabriel Teixeira, que sofreu falta. Na cobrança, Nenê mandou no ângulo e abriu o placar.

Fica para a próxima

Logo após o gol, Roger Machado colocou em campo Abel Hernández, que entrou na vaga de Fred. O camisa 9, que tem 35 gols na Copa do Brasil, está a um de igualar Romário como maior artilheiro da competição.

Defesa à queima-roupa; gol logo depois

Marcos Felipe voltou a aparecer muito bem na partida ao fazer uma defesa cara a cara em finalização de Ytalo. Pouco depois, em cobrança de falta do Red Bull Bragantino, o Fluminense cochilou e Hurtado, que havia entrado no minuto anterior, empatou de cabeça.

Mudanças para a reta final

O empate acendeu o time do Red Bull Bragantino, que foi para cima ainda na busca de um resultado que pudesse levar o jogo, ao menos, para os pênaltis. O Flu, por sua vez, fez mudanças no ataque e tentou oxigenar o time para sair de trás e, quem sabe, ampliar a vantagem.

Gol e pressão

No fim, Hurtado apareceu novamente e fez o segundo dos donos da casa. Nos minutos finais, o Red Bull Bragantino tentou de tudo para fazer o terceiro. Para "fechar a casinha", Roger Machado promoveu a estreia do zagueiro David Braz, que entrou na vaga de Nenê nos acréscimos.

FICHA TÉCNICA
RED BULL BRAGANTINO 2 X 1 FLUMINENSE


Competição: Copa do Brasil
Local: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Dia: 9 de junho de 2021, quarta-feira
Horário: 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa / GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa /GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa / GO)
Cartões amarelos: Marcos Felipe (FLU)
Cartão vermelho:
Gols: Nenê, do Fluminense, aos 15'/2ºT; Hurtado, do Red Bull Bragantino, aos 21'/2ºT; Hurtado, do Red Bull Bragantino, aos 42'/2ºT

Red Bull Bragantino: Júlio César, Aderlan, Léo Ortiz, Natan e Luan Cândido; Jadsom Silva (Leandrinho), Lucas Evangelista (Ramires) e Pedrinho (Cuello); Artur, Ytalo (Chrigor) e Helinho (Hurtado). Técnico: Mauricio Barbieri

Fluminense: Marcos Felipe, Samuel Xavier, Manoel, Luccas Claro e Egídio; Martinelli, Yago Felipe e Nenê (David Braz); Caio Paulista (Kayky), Gabriel Teixeira (Luiz Henrique) e Fred (Abel Hernández). Técnico: Roger Machado