Esportes

José Trajano: "CBF atrai cafajeste, atrai sem vergonha, atrai mau-caráter"

A novela envolvendo Rogério Caboclo e a presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) parece estar longe do fim. Afastado do comando da entidade após ser denunciado por assédio moral e sexual contra uma funcionária da entidade, o dirigente ainda tenta — em duas frentes — voltar ao cargo via STJD. Há dois mandados de garantia interpostos no tribunal a Caboclo. São dois processos diferentes, movidos por escritórios de advocacia distintos, mas com o mesmo objetivo.

No UOL News Esporte desta quarta-feira (28), o comentarista José Trajano criticou a postura de Caboclo na tentativa de retomar o cargo que foi afastado em 6 de junho.

"É um sem vergonha em apuros. O futebol não entra em questão aí, o que entra em questão é a sobrevivência de um sujeito que é um cafajeste que estava à frente da CBF tentando sobreviver junto com o seu grupo político. Já se deu mal nesta primeira entrada na Justiça, vai se dar mal na segunda. Fico sempre pensando como é que essa gente foi parar na CBF? A CBF atrai o cafajeste, atrai o sem vergonha, atrai o mau-caráter... Está aí uma prova concreta: Caboclo", desabafou.

Além de ter sido afastado pela Comissão de Ética da CBF há quase dois meses, a Justiça do Rio de Janeiro anulou, na última segunda-feira (26), a eleição presidencial da CBF que colocou Caboclo no poder. O entendimento é que houve irregularidade na mudança do estatuto da entidade, que alterou o peso dos votos para o pleito, aumentando o poder das federações. Os clubes não participaram da assembleia que sacramentou a alteração.