Esportes

Interino fala de Ramírez e elogia Palmeiras depois de fase "inadmissível"

Classificação e Jogos

Andrey Lopes considera que a negociação frustrada do Palmeiras com Miguel Ángel Ramírez não influencia nos rumos de seu trabalho como técnico interino. Depois da goleada sobre o Tigre (ARG), que garantiu a melhor campanha na primeira fase da Copa Libertadores, o auxiliar da comissão técnica fixa do Verdão considera que o grupo apresentou uma boa postura para acabar com a sequência "inadmissível" de quatro derrotas seguidas no Brasileirão.

"(Ramírez) É um profissional emergente, ele não se acertou com o clube, mas não vejo ligação entre uma coisa (a negociação) e outra (influência no seu trabalho). Entre a negativa e o trabalho no clube. Eu como auxiliar da casa toco o trabalho sem problema nenhum, como o professor Vanderlei (Luxemburgo) tocava antes. Não vejo relação em a não vinda do profissional mudar algo", analisou.

"O momento é conturbado, mas ficamos com a melhor campanha da Libertadores, no Brasileiro estamos com quatro derrotas. A gente oscila, o time oscilou, de fato. Mas estou no Palmeiras há três anos, conheço o plantel. Tocamos o trabalho com tranquilidade. Os atletas são experientes, com a mescla dos novos, mas é tranquilo", acrescentou.

Andrey diz que na palestra antes do jogo conversou com os atletas sobre a sequência negativa, a pior do clube desde 2016. Com a goleada por 5 a 0, amenizou a crise e garantiu a liderança do Grupo B com campanha invicta: são cinco vitórias e um empate na primeira fase da Libertadores.

"É bom ganhar, como falamos antes. A gente vinha de quatro resultados negativos em outra competição. Temos de ganhar, ainda mais pela grandeza do Palmeiras. Passamos na palestra que o Palmeiras não pode de maneira nenhuma ter quatro derrotas. É inadmissível, a gente tinha de ganhar imediatamente. Graças a Deus conquistamos a vitória", completou.