Esportes

Inter sofre com altitude e estreia com derrota para o Always Ready

Classificação e Jogos

O Internacional sofreu muito os efeitos da altitude de La Paz. Hoje (20), o Colorado foi atacado durante praticamente o jogo todo, levou muitos chutes de longe, mostrou desgaste na etapa final, e não conseguiu arrancar pontos do Always Ready, pela primeira rodada do grupo B da Libertadores. O placar foi 2 a 0, gols de Saucedo e Algarañaz.

O resultado faz o atual campeão boliviano pular na frente da chave com três pontos. A equipe divide liderança com o Deportivo Táchira, que bateu o Olimpia. O time brasileiro, com zero, está ao lado dos paraguaios nas últimas posições da chave. O Colorado é lanterna devido ao saldo.

O próximo compromisso do Inter será no domingo (25), contra o Esportivo, pelo Gauchão. Na Libertadores, o jogo seguinte será dia 27, contra o Deportivo Táchira, em casa. O Always Ready encara o Oriente Petrolero, sábado, pelo Campeonato Boliviano. Pela Libertadores, jogará no dia 28 contra o Olimpia.

Foi bem: Saucedo faz golaço

O Always Ready estava decidido, desde o primeiro minuto, a chutar de longe e aproveitar a altitude. Tanto tentou que conseguiu, e com um golaço. Saucedo acertou o ângulo de Marcelo Lomba.

Foi mal: Lucas Ribeiro entra e sai em 20 minutos

Lucas Ribeiro entrou no intervalo da partida, e pouco depois dos 20 minutos do segundo tempo foi sacado. Enquanto esteve em campo, o Inter perdeu encaixe de marcação e sofreu o gol.

Zé Gabriel perde a bola em segundo gol

Pouco antes do fim, Zé Gabriel ainda errou uma saída de bola que gerou o segundo gol do Always Ready.

E se não fosse Marcelo Lomba...

O Inter todo sofreu com os efeitos da altitude. Mas o goleiro Marcelo Lomba conseguiu se destacar positivamente. Exigido repetidamente em conclusões de longe ou precisando sair para evitar ataques do rival, o camisa 12 teve ótima atuação.

O jogo do Always Ready: chances, chutes e erros técnicos

O Always Ready estava determinado a chutar. Para tentar fazer a altitude de 3.600 metros acima do nível do mar de La Paz provocar erros do Inter, sobraram conclusões de média distância. E quando tentou tramar jogadas, o time boliviano até criou oportunidades. Arce perdeu ao menos duas vezes, e Marcelo Lomba foi destaque. Os erros técnicos também acompanharam a equipe local, que desperdiçou momentos em que poderia ter marcado com falhas individuais. Tanto tentou de longe que o Always Ready abriu o placar em um golaço de Saucedo, na etapa final.

O jogo do Inter: Efeitos da altitude mudam a atuação

O Inter sofreu com a altitude. Houve domínios equivocados, lançamentos falhos, conclusões para longe e momentos em que o atacante chegou atrasado em cruzamentos. Tudo "no pacote" de jogar por lá. Para evitar que isso gerasse oportunidade clara do rival, o Inter abriu mão de uma das premissas de Ramírez. Ao invés de sair jogando com toques curtos, procurou a bola longa para não ter chance de perder perto do próprio gol. Depois de "estudar" o jogo no início, o Colorado se soltou aos poucos, e melhorou. Mas no segundo tempo, foi penalizado ao chamar o adversário para seu campo. Ramírez colocou Lucas Ribeiro na vaga de Caio Vidal, passou a usar três zagueiros, e enfraqueceu a proteção na frente da área, sofrendo em conclusão por ali. E quando tentou sair jogando, o Inter errou e levou o segundo.

ALWAYS READY 2 X 0 INTERNACIONAL
Data
: 20/04/2021 (terça-feira)
Local: estádio Hernando Siles, em La Paz, Bolívia.
Árbitro: Nicolas Gallo
Auxiliares: John León e Alexander Guzman
Cartões amarelos: Vieira, Algarañaz, Cummings (AR); Palacios, Heitor, Zé Gabriel, Mauricio, Moisés (INT)
Gols: Saucedo, do Always Ready, aos 9 minutos do segundo tempo; Algarañaz, do Always Ready, aos 49 minutos do segundo tempo;

Always Ready
Lampe; Machado (Enoumba), Cummings, Cabrera e Flores; Ramallo, Saucedo, Arce (Galindo) e Sanguinetti (Mosquera); Ovejero (Algarañaz) e Vieira (Rodríguez).
Técnico: Omar Asad.

Inter
Marcelo Lomba; Heitor, Zé Gabriel, Cuesta e Moisés (Rodinei); Dourado, Edenilson (Praxedes) e Mauricio; Caio Vidal (Lucas Ribeiro) (Nonato), Palacios (Yuri Alberto) e Galhardo.
Técnico: Miguel Ángel Ramírez.